Siga nas redes sociais

Search

Preço de material escolar pode variar até 1.498% em SC

back-to-school-2737002_1280

Com o objetivo de auxiliar e orientar os consumidores na compra do material escolar, o Procon/SC realizou esta semana uma pesquisa de preços dos artigos mais procurados.

Entre os 40 itens pesquisados nos oito estabelecimentos visitados, o destaque fica por conta da caneta esferográfica, que apontou uma variação de preço de 1.498%.

A orientação do diretor do Procon estadual, Tiago Silva, é que o consumidor faça uma pesquisa e fique atento aos preços:

“Vale lembrar que os estabelecimentos que anunciam o produto por um valor e quando o consumidor chega no local é outro, ele está infringindo o Código de Defesa do Consumidor”.

A lista completa está disponibilizada no site clicando aqui

DICAS

O órgão estadual também orienta os consumidores que, de acordo com a Lei 12.886/2013, na lista de material solicitado pelas escolas não podem estar incluídos materiais de uso coletivo, higiene pessoal e limpeza ou taxas para suprir despesas como água, luz, telefone, impressão e fotocópia.

Não pode ser solicitado também aos pais que comprem os materiais na própria escola e nem exigir determinadas marcas, locais de compra, salvo quando a compra do material didático for apostilas.

Ainda é considerada abusiva a cobrança da taxa de material escolar sem a apresentação de uma lista.

A escola é obrigada a informar quais itens devem ser adquiridos.

A opção entre comprar os produtos solicitados ou pagar pelo pacote oferecido pela instituição de ensino é sempre do consumidor.

Compartilhe

Tudo sobre economia, negócios, inovação, carreiras e sustentabilidade em Santa Catarina.

Leia também

Receba notícias no seu e-mail