Siga nas redes sociais

Search

Pesquisa com 200 empresários avalia impactos do coronavírus em SC

Os reflexos da pandemia do coronavírus na economia em Santa Catarina ainda não podem ser quantificados, mas a sondagem feita pela Fecomércio com 200 empresários aponta que o cenário pela frente será desafiador.

O levantamento traz informações sobre o panorama antes e durante a pandemia, além das ações adotadas pelas empresas para lidar com a situação.

Os dados foram apurados entre os dias 24 e 26 de março, com empresas de diversos setores no estado.

“As incertezas dos empresários em relação às consequências da pandemia nos negócios reforça a necessidade de medidas rápidas e efetivas. Diante dessa nova realidade, governos federal, estadual e municipais precisam apresentar alternativas e soluções para o mercado se recompor, garantindo assim a manutenção do emprego e da renda em Santa Catarina”, avalia o presidente da Fecomércio SC, Bruno Breithaupt.

Confira alguns pontos destacados na pesquisa:

SETOR
Varejista: 51,5%
Serviços: 42,5%
Atacadista: 6%

TAMANHO
Até 10 funcionários: 66%
De 10 a 30 funcionários: 20,5%
De 30 a 50 funcionários: 4,5%
Mais de 50 funcionários: 9%

CATEGORIA DA ATIVIDADE
Não essenciais: 78%
Essenciais: 22%

CANAL DE VENDAS
Venda física: 91,5%
Redes sociais: 36%
E-commerce: 22,5%
Telemarketing: 15%
Marketplace: 8%
Outro: 7,5%

AFASTAMENTO ANTES DOS DECRETOS
Não: 90%
Sim: 10%

MOTIVOS DE AFASTAMENTO
Sim, para ficar com filhos/dependentes: 45%
Sim, pois apresentou atestado: 30%
Sim, pois teve contato com pessoas suspeitas de ter o vírus: 25%
Sim, pois apresentou sintomas: 25%

PROBLEMAS DE ABASTECIMENTO NO INÍCIO DA PANDEMIA
Não: 42%
Sim: 31,5%
Não se aplica: 26,5%

PERCEPÇÃO DE FATURAMENTO
Reduziu: 93%
Permaneceu igual: 6%
Aumentou: 1%

AÇÕES CONTRA PANDEMIA
Sim: 90%
Não: 10%

AJUSTES EM RELAÇÃO AOS FUNCIONÁRIOS
Sim: 85%
Não: 15%

Compartilhe

Redação Economia SC

Tudo sobre economia, negócios, inovação, carreiras e sustentabilidade em Santa Catarina.

Leia também

Receba notícias no seu e-mail