Siga nas redes sociais

Search

Labellamafia doa mais de 30 mil máscaras e mil macacões para SC

Ações solidárias e de ajuda seguem de exemplo em um momento como o que estamos vivendo atualmente, com a pandemia do coronavírus.

Nesse sentido, a Labellamafia está produzindo uma série de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e fazendo a doação destes materiais para as cidades de Palhoça e Florianópolis.

De acordo com proprietário da marca, Giulliano Puga, até agora foram confeccionados mais de 30 mil máscaras e mais de mil macacões e aventais.

Os produtos são distribuídos de acordo com a necessidade das Secretarias de Saúde de cada município.

A produção dos materiais é feita por uma equipe reduzida de profissionais na fábrica e conta ainda com a colaboração de costureiras voluntárias.

“Estamos recebendo doações de tecido de diversas empresas do Estado e junto com o Somar Floripa repassamos os insumos e todo o material que está sendo cortado na fábrica para que as costureiras possam produzir as máscaras, macacões e aventais em suas casas”, explica o empresário.

Ele destaca que apesar da incerteza em relação a proliferação do coronavírus no Brasil, a marca segue comprometida com a responsabilidade de evitar o avanço da doença no país.

O empresário completa ainda que esta é a hora da marca retribuir toda a confiança recebida por colaboradores, lojistas e clientes.

Por isso, além de seguir as recomendações da Organização Mundial da Saúde e estar atenta as determinações e orientações do Governo de Santa Catarina, a empresa pausou parcialmente as atividades em todas a unidades no Brasil, América Latina, América do Norte e Europa.

“Essa decisão foi com o intuito de preservar a saúde do todos os nossos colaboradores e minimizar a propagação do vírus e o seu impacto como um todo”, finaliza.

Compartilhe

Redação Economia SC

Tudo sobre economia, negócios, inovação, carreiras e sustentabilidade em Santa Catarina.

Leia também

Receba notícias no seu e-mail