Siga nas redes sociais

Search

“Custo social será alto”, diz presidente da Fecomércio/SC sobre corte no Sistema S

Santa Catarina está entre os três estados mais prejudicados pelos cortes no Sistema S.

A Medida Provisória nº 932, que prevê a redução em 50% das contribuições de empresários para a iniciativa por três meses, foi publicada nesta semana.

O documento faz parte do pacote de ações para minimizar os impactos da pandemia do coronavírus na economia do país.

De acordo com levantamento da CNC, Santa Catarina pode fechar até 28 unidades do Sesc e Senac.

A redução dos atendimentos deve ter reflexos em todo estado, especialmente nos municípios que necessitam da infraestrutura dessas instituições para atendimento básico à população.

“É inegável que estamos diante de uma crise que tende a ser a maior da nossa história recente. Compreendemos e apoiamos o conjunto de medidas que o Governo Federal vem anunciando ao longo dos dias, mas ainda consideramos insuficientes diante da dimensão do prejuízo econômico ao nosso setor. Não podemos deixar de questionar se essa medida é capaz de socorrer o país dessa crise. Porém, o custo social para a nossa sociedade será alto. O Sesc e o Senac têm um papel fundamental na qualificação dos profissionais e na qualidade de vida dos trabalhadores do setor terciário”, avalia o presidente da Fecomércio/SC, Bruno Breithaupt.

Impactos nacionais

Sesc
144 unidades fechadas
6.670 colaboradores demitidos
Menos 33.516.306 de atendimentos, vagas e inscrições nos serviços oferecidos

Senac
121 unidades fechadas
3.540 colaboradores demitidos
Menos 2.893.567 de atendimentos, vagas e inscrições nos serviços oferecidos

NÚMEROS GERAIS
265 unidades fechadas
10.210 colaboradores demitidos
Menos 36.409.873 de atendimentos, vagas e inscrições nos serviços oferecidos

Compartilhe

Redação Economia SC

Tudo sobre economia, negócios, inovação, carreiras e sustentabilidade em Santa Catarina.

Leia também

Receba notícias no seu e-mail