No trabalho remoto, data center é diferencial de segurança e disponibilidade

Por Jean Jader Martins, diretor comercial da Global Gate Data Center


Em momento algum de nossa história, tantas pessoas estiveram trabalhando remotamente. Um levantamento da consultoria Betania Tanure Associados (BTA) mostrou que 60% das 359 grandes empresas ouvidas na pesquisa se adequaram ao home office.

O cenário que vivemos evidencia a transformação digital como um caminho para a redução de perdas. Nunca estivemos tão conectados, nunca acessamos tantos sistemas.

Mas é também neste mar de conexões, em que a dependência do universo digital se faz presente, que surgem alguns questionamentos: com o alto volume de acessos, como manter a disponibilidade de serviços de TI para os acessos remotos sem comprometer a experiência do usuário e a segurança dos dados e sistemas?

Neste cenário ficam ainda mais evidentes as vantagens que a adoção de data centers terceirizados traz para as empresas.

A primeira delas é a redução de custos com estrutura interna, manutenção e equipe 100% dedicada à infraestrutura de tecnologia.

Neste momento de distanciamento social, significa que as empresas podem se adequar ao trabalho remoto sem se preocupar com a necessidade de manutenção de um espaço sob sua responsabilidade.

Outra questão que tem se intensificado nos últimos dias é a disponibilidade de serviços.

Serviços de data center precisam se adequar a diversas questões de mercado para manter sua carteira de clientes e a garantia da entrega de sistemas ininterruptos é uma delas.

Enquanto negócios se ajustam para reduzir perdas, a última preocupação que querem ter é a falta de conectividade com seus sistemas.

Estruturar grandes equipes remotamente sem grandes preocupações é outra vantagem que merece ser destacada.

Em uma situação de rápido ajuste, é impossível para empresas com estrutura própria aumentar sua capacidade rapidamente, o que em nenhum momento é problema através de data center, que possui banda de conexão com capacidade de manter toda a estrutura ativa e com máxima segurança.

Segurança de dados em evidência

Nos deparamos com notícias diárias de ataques hackers e falhas de segurança em soluções utilizadas globalmente.

Para o gestor esta é uma preocupação ainda maior, visto que a perda de informações ou mesmo um ataque que possa expor dados dos seus clientes, pode significar o comprometimento de toda a operação, além de problemas judiciais.

É aí que um bom data center, especialmente os certificados internacionalmente, desenvolvidos a partir de diversas regras de segurança, se destacam.

Camadas de firewall são desenvolvidas para evitar qualquer problema relacionado à segurança, garantindo assim a possibilidade de acessos externos à empresa.  

Disponibilidade via certificação

Neste contexto, há ainda um diferencial importante quando a empresa opta pelos serviços de um data center certificado por órgãos como o Uptime Institue, reconhecido e respeitado internacionalmente.

Neste caso, além de disponibilidade e segurança de dados, outros requisitos dão aos usuários a tranquilidade de que sua infraestrutura da TI está em boas mãos.

As exigências para a certificação são variadas:

  • Seu sistema não sofrerá interrupções por falta de luz, visto que é exigido do fornecedor de data center a redundância em fontes de energia.
  • Além disso, a disponibilidade dos sistemas armazenados na estrutura não pode ser inferior a 99,982% do tempo. Isso significa que o tempo máximo de inatividade aceitável em um ano é de 1,6 hora.

Ao analisar este cenário é visível que, mesmo em uma situação de crise, empresas que se antecipam à segurança de suas estruturas tendem a sair na frente e se destacar no mercado.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais