Snowman Labs passa a ser empresa âncora do Centro de Inovação de Jaraguá do Sul

O Centro de Inovação de Jaraguá do Sul, construído pelo Governo do Estado, passa a contar com sua segunda empresa âncora, a Snowman Labs, que atua com soluções inovadoras e transformação digital.

Com escritório em Curitiba (PR), Jaraguá do Sul (SC) e Orlando (EUA), a empresa, na contramão da crise, aumentou o quadro de funcionários em 20% no primeiro semestre e registrou um aumento de 35% no quadro de clientes durante a pandemia, reflexo da necessidade de transformação digital das pequenas, médias e grandes empresas.

“Acredito que vamos realizar muitos projetos de pesquisa e desenvolvimento para criação de tecnologias em parceria. Com isso, possibilitará o fortalecimento da geração de valor aos clientes. Não só aos nossos, mas também das empresas e startups que já estão no Centro de Inovação. Estamos dividindo espaço com a parte de inovação aberta da Weg. Este tipo de oportunidade, creio que também vai nos ajudar muito na construção de novos produtos”, destaca Danilo Brizola, CEO e co-fundador.

Para o diretor do Centro de Inovação, Nelson Netto, receber empresas consolidadas e que tem em seu DNA a inovação é conseguir oferecer aos incubados não só uma referência ou um norte de sucesso, mas também parceiros que consigam auxiliar no crescimento de cada um:

“Estamos tendo a oportunidade de receber mais uma estrutura consolidada de mercado, mais um negócio com expertise inovadora. Com toda esta experiência das duas empresas âncoras, a ideia é construir um reflexo aos nossos pré-incubados e incubados, para que eles também prosperem e cresçam”.

O Centro de Inovação de Jaraguá do Sul conta com 9 empresas incubadas, além das duas âncoras, entre elas startups que atuam com negócios imobiliários, gestão de eventos, produtos e serviços digitais, além de tecnologias industriais.

A WEG, multinacional do setor de eletromotores e uma das âncoras com um histórico de investimentos em pesquisa, desenvolvimento e inovação, adaptou sua planta e iniciou a produção dos ventiladores pulmonares para UTI, ajudando o país a superar a escassez dos equipamentos por conta da pandemia.

Leia também: lucro da Weg cresce 32% no segundo trimestre
você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais