Siga nas redes sociais

Search

Abertura de empresas cresce 14,4% nos primeiros 10 meses em SC

bandeira_de_santa_catarina_20170901_2042489387-1200x840

Dados apresentados pela Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), mostram um crescimento na retomada econômica e no índice de confiança do investidor.

Com um saldo positivo de 344 novos empreendimentos, o estado teve 74% a mais de empresas que aportaram em terras catarinenses do que as que migraram para outras regiões.

Outro destaque está na abertura de empresas, quando comparado ao mesmo período do ano passado. De um total de 144.092 constituições, o estado obteve um saldo positivo de 97.947, entre 1º de janeiro e 3 de novembro deste ano. Um crescimento de 14,4% em relação ao ano passado, teve um saldo de 85.457.

De acordo com o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Rogério Siqueira, o governo recebe o investidor no estado com tapete vermelho, com ações e programas que incentivam geração de renda e novas oportunidades:

“Santa Catarina se destaca no cenário nacional e os números comprovam. Temos um estado pujante, uma economia diversificada e nosso propósito aqui é trabalhar de forma colaborativa e criativa para desenvolver políticas de estado, perenes, que promovam ainda mais este desenvolvimento, atraindo empresas e apoiando as que aqui estão”.

Leia também: Mercado Livre instala CD em Governador Celso Ramos

Para o presidente da Jucesc, Gilson Lucas Bugs, os números comprovam a resiliência do empreendedor e sua capacidade de atuar com criatividade e inovação na busca de uma nova realidade de crescimento empresarial em Santa Catarina:

“Trabalhamos com otimismo na retomada da economia catarinense e na melhoria real e objetiva do ambiente de negócios. Apesar das dificuldades trazidas pela pandemia, Santa Catarina se destaca nos comparativos com 2019. Somos um povo trabalhador, que supera adversidades e o Estado tem um papel fundamental na manutenção dos empregos e na geração de renda”.

Leia também: Joinville ganha CD da Ambev com veículos elétricos

A formalização do microempreendedor individual (MEI) foi uma das alternativas para geração de renda desde o início da pandemia.

O estado apresentou um saldo positivo de 61.994 novas MEIs, resultado de 80.412 constituídas e 18.418 extintas, de 17 de março até 3 de novembro. Só neste ano, já são mais de 82 mil MEIs.

Leia também: quer empreender em 2021? 6 empreendedores dão dicas

Compartilhe

Redação Economia SC

Tudo sobre economia, negócios, inovação, carreiras e sustentabilidade em Santa Catarina.

Leia também

Receba notícias no seu e-mail