Com a aceleração digital, edtech projeta crescimento de 300% em 2 anos

A migração do ensino e do trabalho presencial para o remoto acelerou o uso de tecnologias, que devem se expandir mesmo após o período da pandemia.

Diante deste cenário, a Sábios, uma edtech que possui metodologia e tecnologia próprias de educação imersiva, criou dois novos produtos para atender as necessidades do mercado. Com isso, projeta aumentar o faturamento em 300% nos próximos dois anos.

O propósito da empresa é aumentar o desempenho das pessoas e das organizações, sendo que um dos diferenciais da startup é oferecer soluções em todas as pontas, desde a identificação dos problemas dentro das corporações, desenvolvimento de soluções para melhorar a eficácia em processos, capacitação com experiências imersivas e medição dos resultados e da performance.

Fundada pelo engenheiro eletricista e mestre em inteligência artificial aplicada à educação Demetrius Lima, atual CEO da empresa, que possui mais de 20 anos de experiência no mercado de educação digital.

Em 2009, após concluir estudos sobre tecnologias inovadoras e modelos de negócios nas universidades de Stanford e Berkeley, retornou ao Brasil e, durante um evento de jogos em tendas promovido pela Fundação CERTI, em Florianópolis, foi apresentado a alguns projetos envolvendo games, oportunidade em que surgiu a ideia da Sábios.

“Olhei aquilo e achei interessante, mas não era algo escalável, por isso, propus abrir uma empresa para transformar essas experiências – jogos em tendas – em escala. A Sábios já nasceu no conceito de experiências imersivas e gamificadas para levar para qualquer pessoa em qualquer lugar e sobre qualquer tema”, conta o empreendedor.

Criada em Florianópolis, e atualmente com escritório em São Paulo, a empresa já capacitou mais de 500 mil pessoas. Nessa trajetória, recebeu mais de R$ 12 milhões em investimentos.

TECNOLOGIAS IMERSIVAS

A Sábios desenvolveu metodologia própria, baseada em neurociência e experiential learning.

Criou também uma tecnologia inovadora integrada ao machine learning, que possibilita aplicar experiências gamificadas em 2D, 3D, realidade virtual, aumentada e mista. Com isso, o usuário pode vivenciar situações reais, que exigem rápido raciocínio e tomada de decisões, por exemplo, em um ambiente virtual e seguro.

A diferença do aprendizado imersivo está na retenção deste conteúdo. A plataforma pode ser acessada via PC, dispositivos mobile, óculos VR e Mixed Reality, além de salas imersivas e o WeCog, mesa interativa fabricada pela startup.

“Nosso propósito é melhorar a performance das pessoas e, consequentemente das organizações, eliminando os gaps delas em competências, comportamentos e cultura. Para isso, precisamos de metodologia e tecnologia eficientes, tal como a inteligência artificial, que consiga identificar e trabalhar esses gaps com eficácia e medir os resultados, esse é o nosso maior diferencial no mercado de learning. Trabalhamos com as dores dos gestores que precisam entregar desempenho e não apenas cumprir uma obrigação de treinamento”, destaca.

No ano passado, a empresa lançou o Sábios Academy, uma plataforma de experiências desenvolvidas em parceria com especialistas voltados para profissionais de mercado e pequenas empresas.

Já o Sábios Educa é uma plataforma que utiliza a inteligência artificial para montar automaticamente experiências imersivas de avaliação do desempenho de aprendizagem de alunos com base no banco de avaliações da escola ou sistema de ensino.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais