Siga nas redes sociais

Search

Feiras online trazem oportunidades, mas ainda apresentam desafios

Juci Machado, Paulo Sergio Garbin e Fabio Kreutzfeld, sócios da empresa. Foto: divulgação
Juci Machado, Paulo Sergio Garbin e Fabio Kreutzfeld, sócios da empresa. Foto: divulgação

Uma das maiores feiras têxteis da América Latina acaba de ser realizada em um ambiente totalmente atípico.

A Colombiatex 2021 foi totalmente online, reunindo empresas, profissionais e especialistas do mercado têxtil. Entre as marcas presentes no projeto está a Delta Máquinas, especializada em produtos para a automação da produção têxtil.

Para Fábio Kreutzfeld, CEO da empresa, o evento, o primeiro online da agenda da empresa no ano, trouxe oportunidades importantes para os negócios:

“Pudemos manter o relacionamento com o mercado, realizar prospecção e ter contato com o que há de inovação para o setor”.

Para ele, o formato online pode ser uma nova oportunidade de aproximação entre mercado e os consumidores, a um custo-benefício interessante:

“O dinamismo do online é uma crescente interessante. O formato permite o investimento em diversos eventos no comparativo com uma feira presencial, pois não implica em custos de logística, hospedagem e outros fatores. No entanto, ainda é bem desafiador manter o engajamento e até mesmo o formato desse modelo de evento, o tipo de ferramenta a ser utilizada”.

Na ocasião, a empresa teve a possibilidade de mensurar o número de visitas ao material gravado na plataforma da feita e agora segue atuando na prospecção.

O empresário destaca que “o pós-feira é muito semelhante ao modelo presencial, pois agora é o momento de fortalecer o contato e estabelecer relacionamento com os visitantes”.

Apesar dos resultados, modelo presencial ainda reforça diferenciais

Para a empresa, um dos atrativos que ainda impacta negativamente o processo online é a visualização do equipamento in loco.

“No ano passado levamos uma das máquinas do portfólio para a Colombiatex e a oportunidade de ver, na prática o equipamento, facilitou o entendimento por parte de muitos visitantes e até mesmo as negociações. Este é um fator competitivo que o formato presencial garante. Hoje máquinas como revisadeiras, relaxadeiras, lavadoras de amostras e embaladeiras já estão em clientes no exterior e em muitos casos realizamos visitas de prospects a esses negócios, a fim de verem os diferenciais. São adequações que irão garantir a manutenção das feiras e seus resultados até a retomada completa do setor de eventos”.

Compartilhe

Tudo sobre economia, negócios, inovação, carreiras e sustentabilidade em Santa Catarina.

Leia também

Receba notícias no seu e-mail