Como a Texneo está inovando no mercado e a aproximação da empresa com o ecossistema

Atuando nos segmentos de segmentos de sportswear, beachwear e underwear, com malhas e tecidos inovadores, a Texneo, de Indaial, recentemente buscou o Centro de Inovação Blumenau (CIB) para oxigenar ideias e pôr em prática soluções ainda mais inovadoras para o setor. 

Conversamos com Carla Cassiana Brandão Schork, diretora de mercado da Texneo, sobre ESG e as inovações que a empresa vem desenvolvendo e a ida para o CIB. Confira abaixo: 

Recentemente a empresa reforçou seu compromisso com o ESG, criando um selo que destaca a presença de malhas sustentáveis, entre outras ações internas da empresa. O que motivou a empresa a seguir nesse propósito? O setor já vem adotando essas práticas? A Texneo é uma das pioneiras a adotar essas ações na região?

Carla: A principal motivação para seguirmos nessa direção é a mudança no comportamento do consumidor. A sociedade tem dado mais espaço para estas novas demandas e isso é muito bom. Ao longo da história da Texneo, desde muito cedo, buscamos trabalhar estas frentes de sustentabilidade ligadas a produtos sustentáveis, de fibras de origem menos poluentes, bem como em frentes de trabalho internas em processos fabris que evidenciam essa nossa preocupação com o meio ambiente. Porém, àquela altura o consumidor talvez ainda não tinha esta demanda muito clara. Com a pandemia, houve uma mudança significativa na consciência do consumidor, alterando esta relação com os espaços em que vivemos e por consequência acelerou esta demanda por sustentabilidade. Os consumidores passaram a ficar mais próximos de suas casas, buscar produtos locais, apoiar comunidades e comprar de marcas consideradas éticas em seus pontos de vista. Estas mudanças impulsionam os negócios nestas frentes que são tão importantes para a preservação do nosso planeta. As iniciativas do mercado nesta frente de produtos sustentáveis ainda é tímida. A Texneo tem em seu posicionamento estratégico buscar a diferenciação e isso conecta com o pioneirismo na oferta de uma família de produtos sustentáveis para o mercado, incluindo poliéster reciclado, poliamida reciclada e bioamida. Esta última é uma fibra inovadora de origem 100% renovável, advinda de um milho geneticamente modificado e plantado em solos inférteis, ou seja, não compete com a alimentação humana.São iniciativas inovadoras como essas, entre tantas outras, que temos muito orgulho em levar para o mercado como uma proposta de valor única recheada de propósito.

A inovação tem sido cada vez mais necessária para setores tradicionais como o têxtil. Como a Texneo vê a inovação como diferencial competitivo e atua nesse campo?

Carla: Costumamos dizer que somos uma empresa de tradição em um negócio que não necessariamente precisa ser tradicional. A inovação traz este componente não tradicional porque introjeta na organização novos elementos, novas formas de pensar, questionamentos genuínos, que quando adicionados ao arcabouço de tradição da empresa criam diferenciais competitivos. A inovação é para nós um imperativo estratégico. É através dela que procuramos dar passos rumo à sustentabilidade do negócio. É através da inovação que estamos buscando soluções cada vez mais adequadas e completas para resolver dores latentes dos nossos clientes.

A ida para o Centro de Inovação Blumenau consolida a abertura para novas ideias, produtos e formas de fazer da Texneo uma empresa mais inovadora? O que pretendem por lá?

Carla: Nossa decisão de estar no Centro de Inovação de Blumenau se baseou justamente nesta orientação de buscar novas formas de oxigenar, interagir e se conectar com um ecossistema que até então era novo para nós. O aprendizado que se gera  ao estar em contato com novas formas de trabalho, novas formas de pensar, novas tecnologias e colaborações tão genuínas invade a empresa e se incorpora em processos e projetos em desenvolvimento. Tudo isso engaja os colaboradores em seus desafios e os incentiva a se desenvolverem. Torna o trabalho mais dinâmico e interessante, visto que novas gerações estão chegando aos nossos times de trabalho.

Como a Texneo vê a atuação e qual a importância do CIB para movimentar o ecossistema de inovação da região?

Carla: O CIB e todo o ecossistema que gira em torno dele, como por exemplo universidades, instituições de fomento a novos negócios, estudantes e empreendedores são muito importantes para o desenvolvimento das empresas e dos profissionais que nela atuam. É através de projetos como este que encontramos espaço para trocar experiências, trabalhar em colaboração, estabelecer parcerias, criar conexões, mas acima de tudo promover o desenvolvimento e a sustentabilidade das empresas, elevando sua atuação para outros níveis de competitividade.

Quais são os planos da empresa para 2022? O que podemos esperar quando falamos de inovação?

Carla: Temos diversos projetos inovadores em andamento. São projetos que estão distribuídos em diversas áreas da empresa, desde as áreas de mercado, administrativo e industrial. Inovação em produtos sempre será um grande objetivo, porém outras frentes de trabalho inovadoras tem se mostrado promissoras em nossos estudos.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais