Projeto da Ambev em SC inspira cultivo de lúpulo em SP

A iniciativa de fomento e incentivo à cultura de lúpulo da Ambev, conhecida como Projeto Fazenda Santa Catarina, acaba de fechar uma parceria que amplifica sua atuação, agora em São Paulo.

Ao lado da agritech Silver Hops, implantada na Fazenda Pratinha, na região de Ribeirão Preto, a companhia pretende ampliar a produção de lúpulo genuinamente nacional e fazer pesquisas de desenvolvimento à cultura do insumo cervejeiro.

“Estamos trabalhando integrados para garantir uma produção de lúpulo nacional de altíssima qualidade. Estamos acelerando esse processo com parcerias que possuem sinergias entre si e com um ecossistema engajado em trabalhar para propiciar as melhores condições”, destaca Felipe Sommer, coordenador do Projeto Fazenda Santa Catarina.
 

O projeto deverá seguir um calendário de ações que visam eliminar as barreiras que atualmente impedem a evolução da cultura.

“Começamos desenvolvendo mudas com comprovação de origem, construímos uma planta de beneficiamento, criamos um modelo de fomento e incentivamos o uso do lúpulo nacional pelas microcervejarias. Entre os próximos desafios estão a regulamentação da cultura e ampliação de acesso ao crédito. O foco é desenvolver e escalar a produção do lúpulo brasileiro com apoio da Fazenda Pratinha, produtores, universidades, Aprolúpulo e outros envolvidos”, complementa.

Em agosto do ano passado, um passo foi dado à verticalização da cadeia cervejeira. A Lohn Bier lançou a primeira cerveja totalmente brasileira, a Toda Nossa, uma Brazilian Pale Ale, com lúpulo, cevada e leveduras 100% nacionais, especificamente de Santa Catarina. A Colorado também utilizou o lúpulo brasileiro em sua recente Hop Lager da Linha Brasil com S, que leva tapioca na receita.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais