TOTVS começa a colher frutos com a RD Station e foca em novas aquisições

Conversamos com Dennis Herszkowicz, CEO da TOTVS, uma das maiores empresas de tecnologia do país, sobre o foco em participações minoritárias de startups, como o mercado desse segmento ainda pode se desenvolver no Brasil, os frutos que a RD Station está trazendo para a empresa e os planos para este ano. Confira a entrevista completa abaixo:

Recentemente vocês anunciaram um fundo de R$ 300 milhões para investir em startups. O que estão buscando de fato?

Dennis: Em novembro anunciamos o compromisso de investimento em Corporate Venture Capital (CVC) com objetivo de destinar R$ 300 milhões, nos próximos quatro anos, para investimentos em startups com alto potencial de crescimento e capacidade de inovação. O foco do fundo de investimento será a aquisições de participações minoritárias. Com esse modelo de participação, as startups seguirão tendo autonomia total e liberdade para inovar, porém com mais recursos, ampliando sua capacidade de desenvolvimento de novas soluções. Processo fundamental para manter a raiz que fez com que essas startups inovassem de maneira destacada, porém com mais capilaridade e financiamento.

Como você enxerga o potencial das startups no Brasil? O que ainda precisa ser desenvolvido?

Dennis: O mercado de startups no Brasil é grande e ainda há espaço para crescer. Um levantamento da Liga Ventures, deste ano, apontou que o país tem cerca de 16 mil startups em atividade. Juntas, elas receberam aportes de mais de U$5 bi somente nos primeiros seis meses do último ano. Apesar destes números, ainda estamos longe de onde as essas startups podem chegar. Há centenas de problemas que podem ser aprimorados com a ajuda da tecnologia. E existem tecnologias que já estão prontas e que não conseguem ser disseminadas por conta da falta de capilaridade comercial. Eu acredito muito nessa troca entre grandes empresas e novos entrantes de tecnologia. Essa combinação tende a ser maior nos próximos anos.

Em 2021, a aquisição da RD Station, de Florianópolis, já gerou algum fruto para a TOTVS?

Dennis: A aquisição da RD Station foi um movimento de expansão único das capacidades da TOTVS no pilar de Business Performance. A RD trouxe ainda mais robustez para o nosso portfólio de business performance, focado em ajudar nossos clientes a venderem mais, sendo mais um passo significativo na construção de um ecossistema ainda maior de tecnologias B2B, algo que é incomparável com o que existe não apenas no Brasil, mas no mundo todo. A RD segue voando. No terceiro trimestre, a receita recorrente da nossa área de Business Performance subiu 46% na comparação com 2020, um resultado que sinaliza o impacto positivo da incorporação. E é só o começo!

A TOTVS está de olho em algum polo de startups, tecnologia e inovação específico no Brasil?

Dennis: Por aqui falamos sempre no quanto a TOTVS acredita no Brasil que faz. Isso não se restringe a uma região específica do país. Tanto que temos dezenas de unidades próprias e franquias espalhadas pelos quatro cantos do Brasil justamente porque não nos apoiamos em um crescimento estritamente regional, queremos manter um crescimento realmente consistente.

Quais os planos da empresa para 2022?

Dennis: Temos como principal objetivo manter o resultado da TOTVS bastante positivo, seguindo os investimentos, ampliando e fortalecendo nossa estratégia baseada nesse ecossistema completo de soluções em tecnologia, em três dimensões: 

  • Gestão, que concentra nossas soluções verticais, plataformas de ERPs e RH, produtividade, e tecnologias aliadas a essas soluções. Nossa estratégia de segmentação continua sendo o principal guia para atender as especificidades dos mercados em que atuamos. 
  • Techfin, com a oferta de serviços financeiros personalizados, com a facilidade de acesso por meio de nossas próprias soluções e plataformas a custos muito competitivos.
  • Business Performance, na qual concentramos produtos e serviços que apoiam nossos clientes a crescer no seu negócio. A automação da força de vendas e relacionamento com clientes e plataforma para estruturação de e-commerces são exemplos de soluções que estão muito em evidência e foram aceleradas pela pandemia, assim como soluções e ferramentas em nuvem.

Com esse ecossistema completo, potencializamos a entrega de valor para nossos clientes, em sintonia com as tendências mencionadas e contribuindo de forma abrangente no desafio de digitalização.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais