Empresa transforma 31 mil toneladas de casca de arroz em energia

Durante todo o ano, a usina termelétrica própria da Fumacense Alimentos foi responsável pela geração de energia da unidade matriz da indústria cerealista, localizada em Morro da Fumaça.

No ano passado a usina transformou mais de 31 mil toneladas da casca do grão em energia elétrica, gerando 6.720Mw/h.

Conforme o coordenador da Central Termelétrica da Fumacense Alimentos, Lucas Tezza, em um comparativo, essa mesma quantidade seria suficiente para abastecer mais de 5 mil residências de até três pessoas durante um ano.

“A empresa sempre possuiu esse viés sustentável, que tem se fortalecido e ampliado ao longo dos últimos anos. E além de reaproveitar a casca de arroz, as cinzas geradas no processo de queima da nossa usina termelétrica também são encaminhadas para empresas ceramistas, siderúrgica e cimenteiras de Santa Catarina, São Paulo e Minas Gerais, que reutilizam o resíduo em seus processos produtivos”, ressalta.

A queima da casca de arroz gerou 6.130 toneladas de cinzas. Desse número, mais da metade virou matéria-prima para a composição e fabricação de tijolos.

A iniciativa, originada de um projeto piloto no Sul catarinense, uniu as indústrias de arroz e cerâmica e tem registrado resultados muito positivos para ambos os setores, bem como contribuído diretamente com a redução de impactos no meio ambiente.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais