Startup de Florianópolis aposta no metaverso e lançará plataforma focada em entretenimento

Termo que tem viralizado no mundo da tecnologia, o metaverso trouxe uma nova aposta para empresas que atuam no setor.

Nesse sentido, no dia 29 de janeiro, a Beupse fará o pré-lançamento do Bite.Land, que irá agregar todas as soluções criadas pela startup.

Neste mundo haverá lojas, eventos, construtoras, imobiliárias, escolas, academias, escritórios virtuais, galerias de arte, games, residências, arquitetos, serviços, delivery, enfim, tudo o que temos no mundo real.

A primeira versão oficial da plataforma será lançada entre abril e junho, com empresas que já reservaram seus espaços.

A co-fundadora da startup, Francine Aldrighi, expõe que a plataforma precisa ter uma vocação com grande fatia voltada para o entretenimento:

“As pessoas precisam ter um motivo para estarem lá. O Bite.Land irá disponibilizar diversas soluções para que os usuários possam encontrar amigos, conversar, assistir a uma palestra, filme, show, jogar um game com seus amigos, fazer aulas de dança, um curso de inglês, visitar exposições artísticas, além de obter descontos exclusivos em lojas. Além de um espaço para eventos, onde influencers, comediantes e artistas poderão expor seus trabalhos e lucrar”.

O INSIGHT

A startup vem desenvolvendo a tecnologia há quase 3 anos. A ideia de criar o mundo já é antiga, porém, por ser uma tecnologia muito complexa, precisou ser desenvolvida por etapas e focando em nichos que exigissem todos os elementos que seriam necessários para viabilizar isso no futuro.

O engenheiro Felipe Cunha, CEO da startup, mapeou uma dor que sentiu por muitos anos e direcionou o foco inicial em ser uma solução imersiva e multiplataforma para que construtoras vendam imóveis e personalizações (piso, móveis, acabamentos) em uma experiência tridimensional, onde o cliente consegue decorar o seu imóvel em 3D e visualizar o orçamento em tempo real.

Por trás de toda a interface tridimensional, está conectado um software de gestão para gerir clientes, produtos, fornecedores e contratos.

A solução resolve a dor da construtora que precisa gerir muita informação e atendimentos, e também, a do cliente que está disposto a pagar mais para receber seu imóvel personalizado.

O resultado está sendo o aumento no lucro das construtoras, menos desperdício de material, evitando reformas posteriores.

Assim, fornecedores estão conseguindo vender produtos como acabamentos e mobília em larga escala pela plataforma.

A solução já foi testada e utilizada por grandes construtoras do Brasil como Rogga, Cyrela, ADN, MZ3, Apemais, Lofteria, Grupo Zarin, Vibra/Nortis, Aratau, empresa de Casas Flutuantes FloatLiving, além de outras dezenas de construtoras que estão aderindo.

Marcelo Bonow Ott, CTO da Startup, desenvolveu seu conhecimento e carreira em empresas de games e utilizou toda a expertise do atual time multidisciplinar, que é composto por desenvolvedores, arquitetos, engenheiros e designers para direcionar de forma técnica o desenvolvimento da solução.

Ele menciona que a tecnologia foi desenvolvida desde o início para ser escalável, além de todas as funções para o cliente final.

“A ideia é popularizar rápido, mas sem perder a qualidade na experiência. A empresa planejaparcerias para disponibilizar pontos de acesso de equipamentos de realidade virtual em lojas, shoppings, postos de gasolina, para que as pessoas experimentem a experiência”.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais