Aplicativo foca em marketing para profissionais da medicina e quer atingir líderes do mercado

O marketing digital é uma realidade já firmada entre consumidores. Antes de tomar uma decisão por algum serviço ou profissional, a busca no Google e nas redes sociais é um ato praticamente natural e decisivo. Entretanto, nem todos os profissionais podem usufruir de estratégias convencionais de marketing, como os médicos. Por determinações do Conselho Federal de Medicina, a categoria tem limitações na divulgação de seus trabalhos.

Para ajudar a classe a se destacar no meio digital, dentro do que permite o órgão regulamentador, o especialista em Marketing Estratégico e CEO da Proxymed Gestão de Marketing Médico, Márcio Luiz Lima de Souza, desenvolveu o aplicativo Dr On Inteligência Digital para Médicos, visando ajudar os profissionais a melhorarem sua presença digital. Confira o Economia SC Drops na íntegra:

Quais as principais diferenças entre o marketing para médicos do marketing convencional?

Márcio: Entre algumas delas, estão: a proibição de divulgar resultados, a taxa de sucesso de resultados, depoimentos dos pacientes sobre a sua satisfação com o tratamento e o que considero a principal delas, os diferenciais técnicos, operacionais e estruturais que o médico possui. Nada disso pode ser divulgado. De acordo com as normas de publicidade do Conselho Federal de Medicina, basicamente, o médico pode apenas gerar conteúdo sobre sua área de atuação. Informar os pacientes sobre tratamentos, avanços na medicina, focar na prevenção.

Como essa necessidade pelo digital no setor surgiu? Qual a demanda?

Márcio: Como em quaisquer áreas de atuação, a migração para o digital foi natural. Com o advento da internet, a jornada do paciente em busca de profissionais que resolvessem suas dores passaram a se dar virtualmente, hoje em dia, já não basta constar de listas de convênios. O paciente busca conhecer o médico antes mesmo de agendar uma consulta. Costumo dizer que o boca a boca ainda existe, só que agora é virtual. Nessa jornada o paciente recebe a indicação de que tal médico é bom, acessa suas redes sociais, caso gere empatia, ele se dirige ao site para ver a qualificação técnica do médico, ver o que ele escreve no blog, etc. A demanda é enorme. Segundo uma pesquisa divulgada pelo Google em 2019, somos o país em que tais pesquisas mais cresceram no mundo. O índice de brasileiros que buscam o Google como primeira fonte de informação em casos de problema de saúde chega próximo a 26% contra 35% dos que recorrem a um médico.

Como o Doutor On surgiu? Quais os diferenciais?

Márcio: O Dr On surgiu após anos de consultoria de marketing exclusivo para médicos que realizei, vendo a falta de objetividade com que o marketing começou a ter em relação à saúde. Começou a haver uma certa dispersão dos objetivos, toda a publicidade médica começou a ficar focada em postagens, mas sem uma análise mais profunda sobre o resultado efetivo em consultório. Acredito que a praticidade e foco no resultado foram os pontos principais. A maioria dos médicos não tem tempo ou know-how para compilar suas métricas de desempenho ou o que fazer depois com elas. O Dr On unificou todas as métricas importantes estrategicamente para o posicionamento dos médicos e o que considero principal: ele orienta os médicos sobre o que fazer com o resultado obtido por essas métricas. Não adianta apenas informarmos os números. É preciso mostrar caminhos mais assertivos, mais eficazes. Os principais diferenciais são: unificação do desempenho digital num só dashboard e uma breve curadoria digital sobre o que fazer com esses números, tudo de forma muito lúdica, dinâmica e acessível. Não é preciso ser um grande entendedor de marketing para usufruir dos recursos do Dr On.

Quantos downloads já foram feitos e quais os planos para crescimento do aplicativo?

Márcio: Estamos finalizando a fase beta. A estimativa, baseada na capacidade de alcance de grandes líderes de mercado na indústria farmacêutica, software de gestão de consultórios e cooperativa de médicos, é a de que cheguemos a dez mil downloads em 2022. O Dr On se tornou uma holding norte-americana em 2021, com foco nas operações no Brasil, México e Peru. Com inovação, praticidade e foco nos resultados, a ideia é criar um grande ecossistema que atenda o médico em várias frentes. Nosso propósito é a inclusão para médicos no marketing digital, de forma sucinta e eficaz.

Como os médicos recebem a ideia de que, na sociedade atual, o marketing digital é necessário?

Márcio: O perfil dos médicos mudou. Se essa pergunta fosse feita dez anos atrás, estimo que metade dos médicos diriam que o digital seria apenas uma moda passageira. Atualmente os médicos já se conscientizaram de que seu público está na internet. O médico já entende que se não fizer o seu marketing digital, ele estará abrindo mão de uma grande oportunidade de acelerar os resultados do seu consultório. E as novas turmas de médicos são totalmente conectadas, com grande afinidade digital. Além do que costumo dizer que os médicos atuais, que são empreendedores, competirão com empreendedores que estão fazendo medicina. Para essa nova geração, é normal (como deve ser) dar foco e profissionalização na gestão para alcançar os resultados esperados após tanto investimento em conhecimento.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais