Siga nas redes sociais

Search

Projuris dobra tamanho e quer faturar R$ 65 milhões este ano

Foto: divulgação.
Foto: divulgação.

A Projuris, empresa referência no mercado nacional em software jurídico, cresceu mais de 70% na comparação entre 2020 e 2022.

Só no ano passado, o crescimento foi de 35%, culminando em um faturamento de R$ 50 milhões no período.

O propósito é expandir o desempenho humano, eliminando ineficiências do mundo jurídico. A empresa catarinense comercializa softwares para departamentos jurídicos corporativos, escritórios de advocacia, governo e núcleos de práticas jurídicas de universidades.

Hoje, conta com mais de 2.500 clientes, entre eles, grandes nomes como Cielo, Klabin, Nidec Global, Rede Dia e Goodyear.

A empresa possui sede em Joinville e escritórios em Fortaleza, Brasília, Goiânia, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba e Porto Alegre. 

Recentemente, a empresa foi adquirida pela Softplan, uma das maiores desenvolvedoras de software do país.

“De fato, existem poucas empresas de tecnologia com crescimento constante e lucro recorrente. Mas toda sociedade com muitos sócios passa por análise do ciclo natural de realização dos investimentos”, aponta Sergio Cochela, CEO da Projuris. 

Com todas as mudanças, este é um ano de muitas expectativas e novidades.

“Agora estamos analisando as possibilidades, entendendo quais os caminhos que podem ajudar no crescimento, pensando em novos mercados e novos tipos de clientes. Nosso plano é trazer ainda neste ano uma grande novidade no segmento jurídico. Em relação aos números para 2022, a previsão de crescimento é de 35% e o faturamento vai se aproximar 65 milhões”, prevê o CEO. 

Compartilhe

Ana Paula Dahlke

Fundadora do Economia SC, 3 vezes TOP 10 Imprensa do Startup Awards e TOP 50 dos + Admirados da Imprensa em Economia, Negócios e Finanças.

Leia também

Receba notícias no seu e-mail