Startup cria plataforma gamificada voltada a educação online e quer chegar a 50 mil usuários até o fim do ano

Transformar a experiência de aprendizado das séries iniciais do ensino fundamental. Esse é o objetivo da  Ale Soluções Educacionais, de Rio do Sul

A startup criou uma plataforma que já conta com mais de 3 mil vídeoaulas com atividades, jogos interativos e atividades socioemocionais que contribuem com a formação social, moral e psicológica dos alunos, além das aulas de línguas estrangeiras desde os primeiros anos.

A ideia inicial foi do grupo de sócios, que notaram que diversas escolas estavam enfrentando uma grande dificuldade em meio a pandemia de manter a atenção e participação das crianças nas aulas online todos os dias. 

“Foi aí que surgiu a ideia de usar essa nossa vontade de unir tecnologia e educação de uma forma mais lúdica, que viesse  de encontro aos alunos das séries iniciais, ou seja, é uma plataforma de estudos, mas repleta de  ludicidade e gamificação”, destaca Felipe Zimmermann, CEO da startup. 

Depois do período de planejamento e análise, a startup contou com a parceria do Estúdio Lune, de Blumenau, para o desenvolvimento e manutenção contínua do projeto.

PRÓXIMOS PASSOS

Com atuação em todo o Brasil e presente em mais de 400 escolas, a startup quer, neste ano,  estabelecer o diálogo mais direto com a rede municipal de ensino.

“Temos um potencial de mercado grande. No Brasil, possuímos 26,7 milhões de alunos matriculados em escolas públicas e particulares. Percebemos que a plataforma vai servir como uma escola de reforço para o aluno. Para os pais que querem que seu filho tenha acesso a um conteúdo seguro e educativo, para que o tempo passado em frente às telas seja também vantajoso para o desenvolvimento da criança. Todo o conteúdo é alinhado com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC)”, destaca o gestor. 

A intenção é investir em marketing, visibilidade e acessibilidade da plataforma e alcançar ao menos 50 mil usuários pagantes na plataforma. 

Outra novidade é o lançamento do Mundo Astro B2C, para crianças de 5 a 10 anos. A plataforma, dividida em quatro módulos, conta com mais de 1.500 aulas, jogos, e atividades, e pode ser adquirida por pais ou responsáveis. 

PRÊMIO NODGI PELLIZZETTI

Recentemente, a startup foi contemplada na categoria Audiovisual e Comunicação em Cultura do Prêmio Nodgi Pellizzetti de Incentivo à Cultura de Rio do Sul 2021

Com o recurso que ganhou, a startup produzirá 5 episódios abordando os temas transversais contemporâneos presentes na BNCC: meio ambiente, economia, saúde, cidadania e tecnologia. 

O material produzido será entregue às escolas da rede municipal de ensino da cidade, garantindo a 1.800 alunos o acesso aos episódios. 

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais