8 dicas para se destacar como profissional de tecnologia em um mercado cada vez mais competitivo

Por Anderson Buzzi, diretor de tecnologia da Paytrack.

Passei os últimos 5 anos da minha carreira contratando e formando times de tecnologia. E boa parte deles sempre respondendo a pergunta: tem vaga para quem não tem experiência? Aceitam estágio? 

Estas simples perguntas me fizeram pensar em como ajudar este pessoal, em um mercado cada vez mais competitivo. Portanto, trago aqui 8 dicas para incrementar seu currículo:

1- PARTICIPE DE EVENTOS

E não só de eventos técnicos, que dão foco 100% para codificação. Participe também daqueles onde você possa aprender sobre os processos de desenvolvimento, empreendedorismo, entre outros. E, além de aprender, foque em conhecer as pessoas! Em praticamente todos os eventos temos um momento para fazer networking. Um deles, o Startup Weekend, estimula a formação de grupos de empresas diferentes para que as pessoas possam trocar experiências. Não fique envergonhado se não tem experiência, deixe isso claro e aproveite para falar o que está estudando e que está disponível para entrar no mercado de trabalho!

2- TENHA CONTA NO GITHUB

A maioria das grandes empresas utilizam uma ferramenta de controle de versões de seus projetos, e muitas delas utilizam um sistema baseado no GIT. No entanto, quase todos os participantes destas palestras não possuíam uma conta: muitos gestores solicitam esta informação nos currículos e nas entrevistas. Ter uma conta ativa demonstra organização e de quebra você estará utilizando e aprendendo uma ferramenta de controle de versões. Mas o que eu posso colocar lá? Seus trabalhos de aula, individuais ou em grupo. Se for em grupo, aproveite para aprender e aplicar conceitos de PullRequest.

3- DOCUMENTAÇÃO E LEGIBILIDADE NO CÓDIGO

Muitas empresas enviam desafios para os candidatos. Você sabia que estes desafios, muitas vezes, são corrigidos por um desenvolvedor que trabalhará com você? Uma dica nestes projetos enviados é não se preocupar apenas com o resultado do código gerado, mas também com três aspectos:

  • Documentação: como que a pessoa que vai corrigir o seu projeto saberá como executá-lo? Muitos aplicativos demandam uma série de configurações e pré-requisitos. Deixe tudo bem claro.
  • Crie um código que seja fácil para entender e manter: “Mesmo um código ruim pode funcionar. Mas se ele não for limpo, pode acabar com uma empresa de desenvolvimento.”. Este link possui algumas dicas de clean code.
  • Esta é uma boa oportunidade para você exercitar a dica anterior! Aproveite para publicar o desafio. Projetos publicados no git podem ser documentados utilizando o arquivo README.MD. Este arquivo é a documentação e ficará visível na página inicial do seu projeto.

Neste link você pode ver um exemplo de projeto publicado com uma documentação. Siga estas recomendações não só nos desafios, mas também nos códigos colocados no GitHub!

4- SEJA ATIVO EM PROJETOS OPENSOURCE NO GITHUB

A maioria das bibliotecas OpenSource que utilizamos estão no GitHub. Aproveite para interagir nestes projetos criando issues, fazendo comentários, dando estrelas e seguindo pessoas.

5- TREINAMENTOS

Não se limite aos conhecimentos repassados na universidade. Busque cursos em outros meios, como Udemy, Alura… No YouTube também existe muito material de graça. Um exemplo é o canal DevDojo. Coloque todos os projetos e exercícios que foram resultados do curso no Git (dica 2) e não se esqueça de também exercitar a dica 3 🙂

6- IDEIAS DE APPS, SITES E NOVOS UBERS

Quem nunca teve uma ideia de aplicativo para ficar bilionário? Ou só milionário? Executou esta ideia e não deu certo? Não fique triste, publique o resultado no GitHub, mesmo que o projeto ficou incompleto. A simples atitude de ter uma ideia e tentar já pode abrir muitas portas pra você. 

7- ATUALIZE SEU LINKEDIN

Já seguiu todas as dicas acima? É hora de atualizar seu LinkedIn com seu Github, seus treinamentos e acrescente como experiências suas tentativas de criar aplicativos. Seja ativo no LinkedIn assim como você é ativo em outras redes sociais. Não deixe para usar apenas quando você precisar de emprego. Conecte-se com profissionais e empresas de interesse e, se possível, compartilhe seus aprendizados.

8- DICA BÔNUS: NÃO SE APAIXONE PELA LINGUAGEM

Leve esta dica para toda sua jornada profissional: se apaixone por resolver problemas. A linguagem (Java, PHP, Python, entre outras…) é apenas o meio. Eventualmente surgem novas bibliotecas, linguagens e você precisa estar preparado para entender em quais problemas elas serão úteis.

Espero que estas dicas sejam úteis para você que está buscando seu primeiro emprego formal na área ou queira aprimorar o currículo. Conhece alguém nesta situação? Não deixe de compartilhar este artigo!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais