Chapecó define setores estratégicos do ecossistema de inovação

Tecnologia, saúde, máquinas e equipamentos e agronegócio foram os quatro setores prioritários definidos durante o Workshop I do Planejamento de Ecossistema Local de Inovação (ELI) de Chapecó.

Nessa etapa os trabalhos estiveram direcionados para o mapeamento das informações, a identificação dos setores estratégicos e a verificação dos principais atores do município.

Participaram aproximadamente 50 profissionais, que integram o ecossistema de inovação e empreendedorismo do município.

A iniciativa é do Sebrae/SC, em parceria com o Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, entidades, empresas e gestão pública.

O objetivo é estimular o empreendedorismo, fortalecer o ecossistema de inovação e unir diferentes atores para fomentar negócios inovadores.

“Apresentamos uma síntese dos dados coletados com o setor, as universidades, o governo, as instituições do terceiro setor que expressa a vontade dessa categoria. Com os quatro setores estratégicos definidos temos um direcionamento para conduzir as próximas etapas e para formar a governança que contribuirá nesse processo”, explicou o consultor do Sebrae/SC, Américo do Nascimento Júnior.

Os próximos passos de execução do projeto serão a definição efetiva das ações e de quem será responsável por desenvolver, posteriormente, será elaborado um plano de trabalho.

Para o diretor executivo do Pollen Parque e presidente do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, Rodrigo Barichello, a definição dos setores estratégicos contribuirá para que nos próximos anos sejam alinhadas ações em conjunto e coordenadas entre os atores do ecossistema de inovação e empreendedorismo do município:

“Ainda temos 3 workshops até setembro, assim teremos mapeado todos os setores para criar um plano de ação e colocar as atividades em prática”.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais