Intelbras recicla mais de 250 toneladas de material no primeiro trimestre em SC

A Intelbras, que oferece soluções no ramo de segurança, redes, comunicação e energia, já reciclou mais de 250.377 quilos de materiais no primeiro trimestre deste ano, em suas unidades localizadas em São José, que atingiram um percentual de reciclagem de 81,7%.

“Prezamos pelas práticas sustentáveis, que beneficiam não só o meio ambiente, mas também a sociedade como um todo. No primeiro trimestre deste ano, as quatro unidades da nossa companhia tiveram mais de 80% dos seus resíduos reciclados, um resultado que mostra o esforço da empresa em cuidar do meio ambiente”, ressalta Marciel Linhares, gerente de qualidade da empresa.

Até o momento 643.006 quilos foram reciclados. Destes, 20.238 kg derivaram da matriz e 230.139 kg da filial de São José. Já a filial de Manaus reciclou 314.528 kg. Por fim, a unidade de Minas Gerais reciclou 78.101 kg.

Os materiais reciclados são papel e papelão, plástico, sucata de ferro, eletroeletrônicos, madeira, ABS (usado nas carcaças dos produtos), metal, borra de solda e baterias de chumbo-ácido. 

“Também entram no cálculo os produtos retornados por meio de logística reversa. Eles são desmontados e separados segundo suas características, para que tenham o destino adequado: reciclagem ou encaminhamento para aterros industriais”, explica.

Os materiais destinados a reciclagem são comprados por parceiros devidamente homologados e então são inseridos no processo de fabricação de outros produtos. O isopor, por exemplo, é coletado por uma empresa que fabrica molduras, rodapés e roda tetos.

Parte dos materiais também é diretamente reaproveitada pela própria empresa, como as peças injetadas, entre outras sobras. Estas são moídas e reinseridas no processo de injeção, pois são peças que não têm muito apelo estético, caso das bases de produtos.

A coleta seletiva reduz a contaminação do solo e a poluição da água, sendo uma prática ecologicamente recomendada. Outro benefício é que pode ser financeiramente sustentável para as empresas.

A Intelbras teve uma receita de R$ 1.204.628,00 no ano passado com a venda de resíduos para reciclagem. O valor arrecadado no processo é revertido para a cobertura dos custos de envio dos produtos que ainda não podem ser reciclados, como resíduos químicos, para aterros sanitários e industriais.  

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais