Por meio de dados, startup apoia empresas na gestão da cultura organizacional

Nos últimos anos, a cultura organizacional  ocupa um lugar cada vez mais importante nas estratégias de negócio. Quem diz isso são os próprios profissionais de nível executivo.

Segundo um estudo da PwC, ao menos 67% da diretoria executiva e membros do conselho acreditam que a cultura é mais importante para o desempenho do que a estratégia ou o modelo operacional da organização. 

Todos os desafios que vivemos na pandemia acentuou ainda mais essa questão, colocando à prova organizações que disfarçavam culturas tóxicas com escritórios equipados com videogames e mesas de sinuca.

A busca por um trabalho com mais sentido é a causa principal de movimentos como A Grande Resignação, por exemplo. É o que confirma uma pesquisa da Gallup feita no último ano.

Segundo esse estudo, 63% das pessoas deixam as empresas por motivos não-financeiros relacionados ao seu chefe, à falta de autonomia, à cultura da empresa, ao bem-estar, ao equilíbrio entre vida e trabalho, e à possibilidade de trabalhar remotamente.

Os impactos de saber tarde demais o que está acontecendo podem ser diversos: perda de capital intelectual, desgaste na reputação da marca, desaceleração na capacidade de inovar, entre tantos outros.  

Um dos pontos cruciais para evitar essas consequências é ter maior visibilidade do comportamento das pessoas. E, com isso, capturar indícios antes que se tornem problemas maiores para a empresa.

Para o Comunica.In, olhar para mensuração aliada à cultura não é novidade. Desde 2018 a startup oferece soluções para melhorar o relacionamento entre empresas e colaboradores.

No início deste ano, a culturetech, lançou uma metodologia proprietária que, aliada à tecnologia, apoia as empresas na gestão da cultura organizacional.

“Só podemos gerenciar aquilo que se mede. Dentro da nossa metodologia, mensuração é um ponto essencial e no qual estamos sempre investindo. Por isso, falamos em gestão das práticas que impactam a cultura”, comenta Felipe Hotz., CEO do Comunica.In.

Ele explica que a plataforma fornece a visibilidade do comportamento das pessoas a partir de métricas e indicadores:

“Essas evidências tiram a camada de ‘achismo’ e trazem uma visibilidade poderosa para tomadores de decisão”.

Por meio da plataforma, é possível acompanhar indicadores como engajamento dos colaboradores, satisfação, relevância das informações divulgadas, acessos, cliques, entre outros.

Além disso, o módulo Escutar da plataforma é integralmente dedicado a ouvir como estão e o que pensam os colaboradores.

“No módulo Escutar, entregamos uma solução que dá visibilidade de oito pontos que mais impactam o comportamento dos colaboradores. Assuntos como estratégia, liderança, bem-estar e remuneração estão a poucos cliques de serem mapeados e mensurados”, segundo o empresário.

Atuar com base em dados, além de antecipar problemas, traz outra vantagem: assertividade. Com isso, economia de recursos. 

“Agir certo, agir rápido, agir na causa-raiz dos problemas. É dessa forma que queremos apoiar as empresas com a nossa solução”, conclui.  

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais