Como a tecnologia pode aumentar as vendas do varejo de decoração

Por Luciana Mendes, CEO e co-fundadora da La Decora.

Entre os dias 4 e 10 de setembro, o varejo brasileiro vive a chamada Semana do Brasil, período em que são oferecidos descontos e promoções especiais aos consumidores em comemoração ao dia 7 de setembro.

Pensando nesse momento aquecido do comércio, é importante ressaltar o papel da tecnologia neste cenário para alavancar o número de vendas dentro dos principais segmentos do mercado, principalmente no setor de decoração.

Vale dizer, antes mesmo de aprofundar no assunto, que quando cito a tecnologia como um aliado importante para área, não falo apenas da questão de e-commerce, mas sobretudo do uso de ferramentas tecnológicas para contribuir na atração e fidelização desses clientes. 

Dentre essas novidades digitais cada vez mais presentes no setor, é possível ressaltar o papel das projeções 360º e realidade virtual dos espaços.

Mais do que simplesmente agilizar o processo decorativo de um imóvel ou cômodo, essa tendência permite aos varejistas oferecerem uma experiência única para o cliente, que consegue se projetar dentro do espaço.

A consequência desse movimento é o maior engajamento deste consumidor, garantindo não só o estímulo para a decisão de compra, mas também a possibilidade de uma venda mais assertiva e completa por parte do varejista. 

Seguindo esta mesma linha de raciocínio, é preciso destacar ainda o papel das plataformas digitais, que possibilitam a projeção do cômodo domiciliar ou comercial escolhido e proporciona ao cliente arquitetar a adição de elementos decorativos dentro desse espaço.

Um dos exemplos mais completos nesse sentido no mercado nacional é a plataforma concebida pela La Decora. Trabalhando em parceria com lojas do setor, a startup oferece uma solução em que o consumidor envia uma planta do local desejado e responde um questionário direcionado aos seus interesses.

A partir disso, a plataforma autoral utiliza um algoritmo inteligente para a produção de um projeto de decoração personalizado, que pode conter em média 30 produtos do varejista em um mesmo ambiente.

Garantindo que o cliente possa visualizar os produtos e elementos decorativos no seu projeto, a plataforma também produz uma lista com todas as informações dos produtos, retiradas de um extenso banco de dados integrado ao estoque do lojista.

Outra possibilidade de integração que a plataforma possui é o direcionamento do cliente por API após a aprovação do projeto, com todos os produtos sugeridos para o ambiente diretamente para o carrinho de compras, facilitando a jornada de compra para o consumidor.

Por ser uma plataforma white label, acaba automatizando os processos e trazendo elementos facilitadores importantes para o melhor atendimento ao cliente dentro dos varejistas de decoração.

Além disso, é preciso ressaltar ainda como esse trabalho permite a melhor assertividade nas vendas, assegurando uma melhor experiência para o consumidor, possibilitando, como consequência, alavancar os números de vendas. 

A entrada dos elementos tecnológicos em todos os setores do nosso dia a dia é algo inevitável, e na área comercial isso não é diferente.

Esse caminho está tão bem traçado que já é possível dizer que as lojas que não souberem se utilizar desses recursos a seu favor não vão prosperar.

No varejo de decoração, essas ferramentas tecnológicas já funcionam como um chamariz essencial por proporcionar uma experiência única ao consumidor, funcionando assim como uma peça fundamental para engajar o cliente e alavancar o número das vendas. 

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais