Confiança industrial atinge maior patamar do ano em SC

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) registrou em setembro o maior patamar este ano em Santa Catarina.

De acordo com o Observatório FIESC, o número aumentou 2,2 pontos no mês, alcançando 61 pontos, próximo à média nacional, que possui 62,8 pontos.

Valores acima de 50 pontos indicam confiança no cenário econômico. Abaixo, indicam falta de confiança.

“A melhoria na confiança reflete o desempenho dos indicadores econômicos em níveis superiores aos que estavam sendo projetados pelo mercado para 2022, além do arrefecimento dos custos de produção, o que estimula o sentimento de otimismo na indústria”, destaca Gilberto Seleme, presidente em exercício da FIESC.

A análise destaca um crescimento do PIB de 1,2% no segundo trimestre do ano, em comparação com o trimestre anterior. A ampliação dos estímulos fiscais de manutenção da renda, em agosto, fortaleceu as expectativas de alta no consumo das famílias e no setor de serviços. Assim, no primeiro semestre deste ano, essas variáveis guiaram o crescimento da atividade econômica.

As medidas de redução dos impostos sobre os combustíveis, em meados de junho e com perspectivas de continuidade para 2023, estão entre os fatores que aumentaram a confiança do empresário industrial catarinense. Além disso, as condições de oferta foram favorecidas pela redução nas alíquotas de importação de matérias-primas da indústria plástica.

“Os bens intermediários, que abrangem insumos industriais básicos e combustíveis, foi a categoria que registrou o maior crescimento nos preços em 2022. Com as medidas de arrefecimento da inflação, sua variação acumulada em 12 meses reduziu de 41% para 27% de janeiro a julho, se aproximando agora da média da indústria geral”, explicou a economista do Observatório FIESC, Mariana Guedes.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais