Convenção nacional de vendas: online ou presencial?

Por Roberto Vilela, consultor empresarial, mentor de negócios e palestrante.

A tradicional convenção nacional de vendas é um dos eventos corporativos mais importantes do ano. É o momento propício para alinhar estratégias, falar de resultados, objetivos e metas, além de ser uma ferramenta de incentivo à integração e engajamento dos colaboradores. Realizada geralmente próximo ao final, ou no início do ano, seu formato passou por algumas adequações com a pandemia, que popularizou o online. Neste ano, ainda demandando cuidado, os encontros estão liberados. Mas, diante da comodidade do digital, ainda vale a pena apostar no presencial? 

Vale destacar que o meio digital trouxe soluções bastante alternativas, com custo benefício mais atrativo e proporcionando o encurtamento do tempo dedicado à convenção. No entanto, as convenções presenciais são indispensáveis, devendo-se realizar pelo menos uma por ano, pelo resultado que proporcionam para a empresa, ao manter o profissional de vendas mais próximo e sentindo-se pertencente à marca que representa. 

Existem vários fatores que só se obtêm na convenção presencial. Entre eles está a interação entre os representantes, essa troca de informações e de vivências que cada um acaba tendo no seu percurso e pode compartilhar no contato com os demais. É importante levar em consideração que as experiências vividas são muito distintas de região para região do país e o fato de realizar essa interação só pelo digital, faz com que se perca um pouco da possibilidade de ajuste fino da estratégia comercial.

Quando se faz uma convenção no formato presencial, sempre pode sobrar um tempinho para falar com cada um dos profissionais, ou pelo menos com uma amostragem significativa, e tentar fazer uma leitura que permita ajustes mais assertivos.

Devemos, então, abandonar o online? De forma alguma. Acredito que mesclar os formatos é o ideal. Considero as duas metodologias extremamente eficazes e devem ser realizadas de forma estratégica, levando em consideração o que se quer obter com o evento. Se o objetivo é pura transferência de conteúdo para a equipe, pode-se adotar o formato à distância. 

Nesse caso, é preciso investir em uma convenção que ofereça uma série de gatilhos para engajar os colaboradores. Para isso, uma boa estratégia é usar vídeos e palestras ao vivo e gravadas, talk e uma série de situações atrativas para a equipe. Invista em ações de engajamento, enviando aos colaboradores materiais que possam usar durante a convenção online, como amostra de produtos, brindes, camisetas – são detalhes que ajudam a gerar pertencimento e fazem diferença. 

A internet apresenta muitas possibilidades e se mostrou uma aliada importante diante da crise sanitária. As empresas passaram a entender melhor a necessidade de estar conectadas e muitas perceberam que podiam até expandir seus limites geográficos, agregando profissionais de diferentes lugares. No que se refere a eventos corporativos, o modelo online ajudou a manter essa integração com os colaboradores. É uma ferramenta que não pode mais ficar de fora da estratégia de negócio. Mas vale lembrar que em alguns casos ela é uma aliada e não substituta.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais