Siga nas redes sociais

Foto: Achira22/AdobeStock

4 tendências do mercado financeiro com datas comerciais

Redação Economia SC

Redação Economia SC

Tudo sobre economia, negócios, inovação, carreiras e sustentabilidade em Santa Catarina.

Uma época marcada por muitas datas comemorativas, como Black Friday, Dia dos Pais, feriados e festas de fim de ano, as quais movimentam muito o comércio e consequentemente o mercado financeiro, o segundo semestre do ano chegou prometendo aumento nos números dos meios de pagamento.

Impulsionado principalmente pelas fintechs e bancos digitais, a indústria de pagamentos e o nível de bancarização do Brasil é de 84%, sendo o maior da América Latina, enquanto os outros países estão em uma média de 73,5%.

De acordo com dados da ABComm, a expectativa para até o final do ano é de que as compras online correspondam a R$ 185 bilhões, configurando então um dos maiores números no comércio eletrônico. Vale ressaltar que o PIX tem crescido significativamente nos últimos anos, no ano passado o valor transacionado por meio do modelo de pagamento instantâneo foi de R$ 11,7 bilhões, ao menos 105% a mais do que o ano anterior e registrou um aumento de 30% em datas comemorativas como Black Friday e dia dos pais segundo o Banco Central.

Por esse motivo e pensando nas movimentações de mercado que acontecem nos próximos meses, a Transfeera separou 4 principais tendências do mercado financeiro e dos meios de pagamentos que vale estar atento.

Compras online e offline em sintonia

A fusão entre loja física e online já é uma realidade. Os e-commerces procuram cada vez mais facilidade e agilidade tanto para o consumidor quanto para a empresa no momento da compra. Por isso, a unificação do sistema de pagamento no físico e online torna possível que o cliente compre pela internet dentro da loja, pague virtualmente e retire depois ou vice e versa, dessa forma a empresa tem mais automação no momento da compra e o cliente mais facilidade.

Digitalização e a segurança nas compras

A digitalização está cada vez mais presente não só no mercado financeiro, mas também em outras áreas da vida. Com as datas comerciais, pensando muito na segurança da empresa e do consumidor, a automatização é uma das principais escolhas das organizações na hora de preparar o seu sistema de pagamentos de uma forma com que ao chegar no estágio da compra ambas as partes estejam seguras e respaldadas de possíveis fraudes. Exemplo disso é a parcerias com empresas estratégicas que simplifiquem e forneçam produtos programados e projetados para garantir segurança necessárias durante as transações financeiras.

QR Code

A implementação do QR Code nos meios de pagamentos veio com o objetivo de oferecer mais uma maneira de finalizar a compra entre empresa e consumidor, além de também agilizar os dois pontos anteriores: a digitalização dos pagamentos e a fusão entre físico e online. Preferido por muitos, o QR Code é muito utilizado pelas empresas para agregar cupons e outras condições aos consumidores.

API de pagamentos sem redirecionamento

Na linha da facilidade, agilidade e melhor experiência de compra, as As Application Programming Interface (API) sem redirecionamento oferecem a possibilidade de veiculação da conta para pagamentos direto dessa forma o consumidor não tem a necessidade de abrir aplicativos de bancos e contas durante a finalização do pagamento, mesmo este sendo por meio do PIX. As APIs são soluções tecnológicas que determinam um sistema online com um tipo de programação específica, funcionam como interfaces que operam os pagamentos e recebimentos e ligam, nesse sentido, as empresas a seus clientes. 

Compartilhe o conteúdo

Leia também

Construtora investe R$ 80 milhões no primeiro condomínio parque da região Norte de Blumenau

Empresa de Blumenau desenvolve plástico compostável

Por US$ 400 milhões, WEG adquire negócios da Regal Rexnord

Receba notícias no seu e-mail