Siga nas redes sociais

Foto: divulgação.

73% dos profissionais de marketing destacam IA como principal tendência, mostra pesquisa da RD Station

Ana Paula Dahlke

Ana Paula Dahlke

Fundadora do Economia SC e Economia SP, sócia do Estúdio Lune, embaixadora do Clube BóraFazer e eleita por dois anos (2021/2022) entre as 10 principais profissionais de imprensa em inovação e startups do Brasil, pelo Startup Awards.

RD Station, líder em soluções de tecnologia para marketing digital e vendas no Brasil, em parceria com a TOTVS, Exact Sales, Lexos e TALLOS, lançou a primeira edição do Panorama de Marketing, maior pesquisa do setor no Brasil.

O levantamento, que ouviu mais 1.600 profissionais que atuam na área em empresas dos mais diversos portes e segmentos, analisa o cenário nacional sob diferentes aspectos.

Entre os mais diversos insights, há destaque para a rápida representatividade e popularização da Inteligência Artificial (IA) nas operações de marketing, eleita como estratégia mais relevante para gerar mais produtividade nos próximos anos, com 73% das respostas.

O Panorama de Marketing 2023 traz uma profunda compreensão das tendências e dinâmicas atuais do mercado nacional, fornecendo insights valiosos para as estratégias futuras das empresas, e analisa diversos aspectos do dia a dia dos profissionais, como Inteligência Artificial, Metas de Marketing, Integração com área de Vendas, WhatsApp e Conversacional, Análise de Dados, Redes Sociais e Ferramentas, dentre outros. Nesta primeira edição, a Inteligência Artificial ganhou destaque nas operações de Marketing, principalmente com a alta aderência de uso do ChatGPT, que 59% dos profissionais afirmaram já usar em suas rotinas”, destaca Bernardo Brandão, CMO da RD Station.

Quando questionados sobre os desafios do setor este ano, gerar demanda para vendas ainda é o maior, com 34% das respostas. 

Os dados mostram ainda que 51% dos profissionais de marketing são responsáveis também por metas de vendas e que, no ano passado, 75% das empresas não bateram suas metas de marketing. 

No início do ano, realizamos a pesquisa Panorama de Vendas que trouxe resultados muito semelhantes, como que 71% das empresas não bateram suas metas no mesmo período. Ao ouvir os times na pesquisa Panorama de Marketing, vemos que há um desalinhamento e que não há processos bem definidos com times comerciais, em que apenas 18% dos respondentes dizem que há uma integração satisfatória entre os times de Marketing e Vendas, Por isso, a aproximação dessas duas áreas estratégicas devem ser conectadas e complementares, sendo vital para o crescimento dos negócios”, aponta Robinson Friede, diretor de geração de demanda e growth marketing da RD Station.

Mesmo diante do cenário desafiador, os times de marketing estão muito focados em melhorar as vendas: 76% dos respondentes estão com expectativa em atingir crescimento este ano e 41% das empresas almejam ultrapassar esse patamar com o mesmo investimento feito no último ano. Como estratégia, 45% das empresas priorizam inbound marketing, que permite elevar a qualidade dos relacionamentos e aumentar a presença digital das marcas. 

Quando se trata de canal, o WhatsApp é o destaque, pois além da utilização para divulgação de produtos e serviços, tem como  maior poder de utilização as ações de vendas: 72% das pessoas respondentes usam no atendimento comercial e no fechamento de vendas e 55% no pós-venda. Enquanto na frente de marcas, ao menos 85% utiliza as redes sociais para criar estratégias mais personalizadas em canais como o Tik Tok e Instagram.

RELATÓRIOS, DADOS E ANÁLISES DE MARKETING

Outros pontos essenciais para a operação, os dados ainda não são majoritariamente explorados no setor: cerca de 44% dos respondentes afirmaram não ter rotinas e processos definidos na documentação de informações, enquanto 56% possuem rotina e processos definidos, mas com mais da metade sem formalizar os dados. 

De acordo com os resultados, a maior parte dos profissionais de marketing têm dificuldade de gerar relatórios ou fazer análises porque a atividade ainda é muito manual (56%), de priorizar a análise de dados na rotina (53%) e de coletar os dados que estão em muitas ferramentas ou locais diferentes (52%).

Entre os segmentos, há maior destaque negativo para consultorias e treinamentos e engenharia e indústria geral, em que mais da metade (63%) têm dificuldade de priorizar a análise de rotina, seguidos pelo varejo (60%). No total da pesquisa, apenas 27% dizem não ter nenhum problema em comprovar o sucesso das ações.

A pesquisa é um guia para os times de Marketing. Nela, identificamos a ascensão de novos canais, ferramentas e tendências, como a IA, trazendo a necessidade de abraçar abordagens inovadoras para alcançar públicos diversificados, além da urgência de as empresas superarem as lacunas, como maior integração entre times de Marketing e Vendas, que começa na definição das metas, passa pelo acompanhamento de contatos que avançam na jornada de compra e também pelas possíveis mudanças de rota para garantir resultados. Percebemos ainda oportunidades em estratégias ainda pouco exploradas, como o conversacional, que facilita a automatização do atendimento e ainda pode usar tecnologias, como a Inteligência Artificial, para que esse contato com o cliente seja mais humano e customizado”, conclui Bernardo Brandão.

Para ter acesso ao estudo completo, basta acessar o link clicando aqui.

Compartilhe o conteúdo

Leia também

Irani investe R$ 1,4 milhão na growPack

Zoho inaugura nova sede em SC e quer alcançar 15 milhões de usuários em 4 anos

Forbes destaca contribuição de SC no setor de tecnologia

Receba notícias no seu e-mail