Siga nas redes sociais

Foto: divulgação.

UFSC adota metodologia da Sapienza para promover inovação e empreendedorismo

Por Geraldo Campos, CEO da Sapienza, e Luciano Bitencourt, jornalista

Reconhecida por universidades em todas as regiões do país, a metodologia da Sapienza para a promoção de inovação, empreendedorismo e educação empreendedora passa a ser adotada também pela Universidade Federal de Santa Catarina. O acordo de cooperação técnica foi assinado no último dia do Startup Summit, 25 de agosto, no Centrosul em Florianópolis.

Segundo a diretora do Departamento de Inovação da UFSC (Sinova), Clarissa Stefani, a Sapienza traz um know how que se enquadra nos eixos de um programa que atende à política de empreendedorismo e inovação aprovada institucionalmente há cerca de um ano e meio com o compromisso de atender os anseios tanto da comunidade acadêmica quanto de atores externos:

A partir dessa iniciativa, a gente olha os parceiros que fazem o que a gente não está fazendo ainda [no Sinova]. Foi aí que chegamos na Sapienza e entendemos que, se mais de 30 universidades do país têm isso [a metodologia], por que a UFSC não pode ter também?”.

Dentre as várias atividades previstas no acordo de cooperação técnica está a análise das disciplinas de inovação, empreendedorismo, criação e propriedade intelectual com o intuito de elaborar trilhas de conhecimento a serem oferecidas interna e externamente.

Na perspectiva da Sapienza, os projetos pedagógicos de curso em faculdades e universidades trazem importantes referências no estudo e na adoção de experiências em inovação e empreendedorismo, especialmente quando reforçam a educação empreendedora como transdisciplinar.

A diretora do Sinova reconhece que há uma tendência de que as reformas curriculares passem a entender esse campo como meio para se alcançar perfis profissionais mais sintonizados com as necessidades da sociedade de hoje.

A relação com a Sapienza está sedimentada, inclusive, de acordo com a própria Clarissa, por causa do cuidado com os conceitos. A sustentação metodológica do trabalho parte do princípio de que a inovação não está relacionada só à tecnologia, o empreendedorismo envolve solução de problemas em diferentes instâncias da vida e a educação empreendedora deve ser transversal.

O acordo de cooperação técnica entre UFSC e Sapienza, assinado pelo reitor Irineu Manoel de Souza, com a presença dos diretores do Sebrae/SC, Anacleto Angelo Ortigara e Carlos Henrique Ramos Fonseca, formaliza o reconhecimento de uma aproximação já consolidada em instituições de ensino superior que apostam na transformação pela inovação e pelo empreendedorismo.

Compartilhe o conteúdo

Leia também

Programas de pré-incubação da Sapienza vão formar mais de 450 startups

Metodologia da Sapienza fortalece o empreendedorismo universitário

FURG lança segunda edição de edital para desenvolver negócios e mentores com a Sapienza

Receba notícias no seu e-mail