Siga nas redes sociais

Foto: divulgação.

Imagem pessoal: o risco de comprar fórmulas prontas

Redação Economia SC

Redação Economia SC

Tudo sobre economia, negócios, inovação, carreiras e sustentabilidade em Santa Catarina.

Por Marcela Baldissera, especialista em construção de imagens autênticas e de valor para marcas e pessoas atuando como profissional no estado de SC há 12 anos.

Já parou para pensar o que grandes empreendedores de sucesso têm em comum? Todos defenderam fielmente aquilo que acreditavam, enquanto a grande maioria os considerava loucos.

Homens e mulheres autênticos em sua maneira de pensar e agir. Isso acontece porque quem busca êxito não habita o lugar comum.

São pessoas que quebram padrões (ou fogem deles), pois sabem que suas ideias são únicas e por isso sustentam também um posicionamento equivalente.

Na atual corrida pelo sucesso e reconhecimento profissional, o que se observa é uma corrente com um comportamento oposto; um efeito manada de pessoas copiando as fórmulas umas das outras e muitas vezes comprando-as com roteiros prontos que prometem receitas infalíveis de sucesso e posicionamento de valor.

Mas o sucesso não é uma linha reta, há muito o que testar e mesmo que dois indivíduos tenham um plano idêntico em mãos, não há como dizer que terão o mesmo resultado.

O risco de ter cada vez mais pessoas com este comportamento (fazendo, falando e se vestindo de acordo com a fórmula que está sendo vendida) já é possível ser observado: é o risco de viver em um mundo extremamente entediante, onde todos são iguais.

É o risco de viver em um mundo de pessoas altamente inseguras, que não se permitem arriscar, porque existe um “script” a seguir. É o risco de viver em um mundo com pessoas de nível intelectual inferior, pois não precisam mais pensar, “já está tudo pronto, basta repetir”.

Assim é também quando falamos de posicionamento de imagem, um tema que vem ganhando cada vez mais destaque na era com alto nível de exposição pessoal e profissional.

O que temos visto é a oferta de manuais que categorizam elementos a serem usados, com promessas de gerar de maneira instantânea determinado nível de conquista, como ganhar autoridade, credibilidade, confiança, prestígio, alto valor…

Um blazer, um relógio, uma bolsa, um carro, um copo onde se deve tomar água, são hoje alguns exemplos de elementos vendidos como fórmulas prontas para um posicionamento de autoridade de sucesso.

Todavia, não há como aplicar uma mesma fórmula a tantas pessoas que pensam e agem diferente. Autoridade é fator de diferenciação sim, e os elementos acima citados, quando usados da maneira correta, também auxiliam nesta comunicação, mas não é o principal e nem o mais importante.

Além dos aspectos físicos e comportamentais, um profissional de imagem pessoal também leva em consideração valores, preferências, objetivos e público-alvo do cliente.

Somente ao aplicar um olhar personificado é possível encontrar a “fórmula” de cada um, para em seguida testar e moldar, até que se encontre a melhor equação.

É fundamental também construir uma narrativa coerente durante o processo, além do principal elemento: a busca por autenticidade.

Concluindo, quando falamos de posicionamento estratégico de valor e impacto, há que se tomar cuidado com as fórmulas prontas, pois ali não há o devido respeito e consideração com o indivíduo, logo não há valor percebido, pois ele não se expande, e sim se encolhe para encaixar.

Vale ressaltar: não estamos vestindo manequins, e sim pessoas, com suas histórias, sonhos, objetivos, e também suas fragilidades, suas forças, seu “savoir faire”. Há um universo particular dentro de cada um. E é dentro de tudo isso que surge a construção de um verdadeiro DNA de marca pessoal.

Da próxima vez que se deparar com uma oferta de propostas rápidas e tentadoras das fórmulas prontas, desconfie e lembre-se: o êxito foge dos padrões. Encolher-se para encaixar é limitar-se. E no atual mundo “fake” em que vivemos, autenticidade é valor!

Compartilhe o conteúdo

Leia também

Agência Guru inaugura escritório em Blumenau

Como empresas de inovação precisam ser estratégicas para atrair e reter talentos

Como o investimento em venture builders está mudando o mercado de startups?

Receba notícias no seu e-mail