Siga nas redes sociais

Search

13º salário na conta: o que priorizar?

Foto: divulgação.
Foto: divulgação.

Por Marcello Alves dos Santos Júnior, Personal Banker da Franq.

A chegada do fim do ano é aguardada com ansiedade por muitos brasileiros não apenas pelas festividades e pelo recesso. É justamente nesta época que os trabalhadores assalariados recebem o famoso 13º salário, existente no país desde a década de 1960. Esse “bônus” muitas vezes significa a salvação financeira para quem acumulou dívidas. Para outros, é o momento de reforçar as reservas ou investir.

Primeiro de tudo, vale lembrar dos prazos. Para quem trabalha sob o regime da CLT, a primeira parcela deve ser paga até o dia 30 de novembro. Já a segunda parcela, que inclui os descontos do Imposto de Renda e INSS, é depositada até 20 de dezembro. Com o dinheiro na conta, no entanto, o uso do recurso extra é cercado de dúvidas para muitos: o que priorizar agora? 

O ponto crucial é analisar a situação financeira. Para quem está com contas em atraso ou pode trocar uma dívida de juro alto por outra de taxa menor, não há dúvida. É hora de quitar e começar 2024 no azul, com um novo ciclo de planejamento e investimentos.

Se as contas já estiverem em dia e a casa em ordem, é a oportunidade de preservar o patrimônio e multiplicar os recursos de maneira segura. Um dos conceitos mais importantes no planejamento financeiro é a constituição de uma reserva de emergência, que pode variar de seis a 12 meses dos gastos mensais. De maneira dolorosa, a pandemia mostrou para muitos a importância dessas economias. 

A reserva de emergência é uma estratégia simples, onde a meta principal é acumular e preservar um valor financeiro para eventualidades. Um exemplo: se seu custo de vida básico mensal é de R$2 mil, a meta será acumular pelo menos R$12 mil. E onde investir esse dinheiro?

Para quem adota uma abordagem mais conservadora, a sugestão é alocar os recursos na renda fixa, priorizando ativos do Tesouro Direto. Investir em títulos como o Tesouro Selic, para garantir liquidez, ou o Tesouro IPCA, com proteção contra a inflação, consiste em uma estratégia prudente.

Além disso,  vale considerar Certificados de Depósito Bancário (CDBs), especialmente aqueles que oferecem rendimentos superiores ao CDI. Pode ser uma excelente maneira de diversificar a carteira e preservar o capital. Essas opções proporcionam estabilidade e segurança, características fundamentais para quem busca construir uma reserva financeira sólida e confiável.
Caso a reserva já esteja consolidada, talvez agora seja o momento de criar um planejamento mais detalhado, alinhando expectativas financeiras com metas de longo prazo. As opções de investimentos são vastas. Os consórcios, por exemplo, estão em alta, assim como os créditos imobiliários para quem busca expandir o patrimônio. Para quem busca um crédito a juros menores para investir, uma opção seria o Home Equity – ou crédito com garantia de imóvel. Como as opções são vastas, contar com a ajuda de uma assessoria personalizada pode ser fundamental.

Viu como é possível potencializar o seu 13º salário? Para almejarresultados mais expressivos, é fundamental manter um planejamento atualizado e investir de maneira consistente. Dessa maneira, não vai faltar recursos para presentear quem a gente ama.

Compartilhe

Redação Economia SC

Tudo sobre economia, negócios, inovação, carreiras e sustentabilidade em Santa Catarina.

Leia também

Receba notícias no seu e-mail