Siga nas redes sociais

Search

Cuidado com o vibrador: ele pode comprometer a sua comunicação

Foto: Júnior Garcia

A foto deu o que falar e rendeu centenas de comentários. O registro era apenas para mostrar uma espinha no rosto, mas Luana Piovani, atriz e apresentadora de TV no Brasil deixou à mostra um suposto vibrador, que claro, virou motivo de piada na internet.

Ao ser questionada pelo ‘ato falho’, Luana respondeu: “amo ser normal”. Se a ideia era expor a acne, ela ficou em segundo plano e deu espaço ao ‘brinquedo’ pessoal. Este caso da Piovani não é novo, nem o único ou o último.

Lembro-me de um vídeo que recebi de uma mentoreada que mora fora do Brasil. Na gravação ela comentava sobre o mercado de imóveis no Japão. Ao fundo, aparecia uma janela e um tubo de shampoo. Em poucos segundos, a imagem do produto usado para lavar o cabelo desviou completamente a minha atenção e de quem assistiu ao vídeo que foi postado no Youtube.

Para ajudar você que não dispensa um vídeo ou foto nas redes sociais, preparei 5 dicas para uma produção assertiva e sem ruídos na imagem da sua comunicação.

1 – Roteiro

Como vou abrir a minha fala? Qual mensagem pretendo transmitir com a foto e/ou vídeo? (empoderamento, felicidade, tristeza ou comemoração).

Quando paro para rascunhar o roteiro, encontro ideias para iniciar, desenvolver e concluir o meu pensamento para uma comunicação com assertividade.

2 – Ambiente

O local precisa ter luz suficiente para proporcionar uma imagem limpa e com detalhes que possam compor a comunicação. Exemplo: quando gravo sobre oratória, deixo no fundo ou ao lado da mesa, no meu escritório livros sobre essa habilidade de comunicação.

Também recomendo evitar paredes muito brancas ou com cores fortes de mais, como vermelha, verde ou roxa. O ideal é usar uma estrutura com cores mais sóbrias como cinza e azul claro.

Faça testes e reveja todo o material antes de publicar.

3 – Olhar na lente

A regra é sempre olhar para ela, seja na foto ou no vídeo, quando queremos comunicar algo. A câmera é o ‘olho’ de quem está com a gente de forma digital no outro lado do aparelho.

4 – Duração

A gente brincava na TV que, reportagem boa tem 1’30”. Nas redes sociais não é muito diferente.

Comprovadamente o ser humano precisa de, no máximo, três ou quatro segundos para decidir se quer ou não assistir a um determinado conteúdo. É por isso que no Youtube, você pode apertar o botão ‘pular’ em menos de cinco segundos.

Vídeos curtos engajam mais e quanto mais edição, movimentos, imagens bonitas e atraentes e um bom conteúdo, maiores são as chances da produção viralizar. Procure usar vídeos de até um minuto. Se precisar de mais tempo, edite e faça dois ou três materiais diferentes.

5 – Seja simples

A comunicação precisa ser clara e objetiva. O conteúdo tem que apresentar simplicidade, e não pobreza de vocabulário para que o outro entenda a sua mensagem.

A linguagem simples aproxima, conecta e gera empatia com a sua audiência. Para isso, evite termos técnicos e difíceis a fim de não afastar o público.

Se uma imagem vale mais que mil palavras, cuide do que você quer mostrar na sua mensagem – seja no digital ou presencial.

Compartilhe

Especialista em comunicação, mentor, professor de oratória, assessor de imprensa e palestrante.

Leia também

Receba notícias no seu e-mail