Vai tirar férias? Veja como se desconectar de verdade do trabalho

Produtividade e descanso estão diretamente ligados. Para que a gente consiga, de fato, performar com qualidade e alcançar as metas de trabalho é essencial usufruir de períodos longe das tarefas corporativas.

A ciência dá alguns motivos. Um estudo da National Heart, Lung and Blood Institute e da Universidade de Boston, descobriu que mulheres que passam anos sem tirar férias têm uma propensão 50% maior de ter ataque cardíaco do que aqueles que desfrutam de dias de descanso, enquanto os homens têm 30% mais chances.

Nossa mente também agradece. O Centro de Corpo e Mente da Universidade de Pittsburgh realizou uma pesquisa com 1.400 pessoas e constatou que a busca por lazer (o que inclui sair em férias), contribui para elevar os níveis emocionais positivos e diminuir casos de depressão. Isso porque, o descanso interrompe a fonte do estresse e o corpo e a mente têm a chance de se recuperar. Essas são apenas duas de muitas pesquisas que mostram os benefícios de tirar férias.

Porém, na prática, o que acontece é que as pessoas até tiram uns dias, mas continuam conectadas ao trabalho de alguma forma.

Segundo pesquisa feita com mais de 11,1 mil  pessoas pela Northstar, empresa internacional de consultoria e pesquisa, 30% dos brasileiros afirmam checar o e-mail de trabalho durante os dias de folga, e 61% deles já cancelaram as férias por conta do trabalho.

“Geralmente, essas pessoas se identificam muito com a vida produtiva e veem o trabalho como algo essencial para definir a própria identidade. É como se fora do trabalho não existisse vida”, destaca Adailton Azevedo, professor da HSM University.

Para ele, o primeiro passo é ressignificar esse pensamento, pois o descanso é importante para que a mente descanse, os problemas sejam processados e as respostas mais assertivas apareçam.

De acordo com ele, o afastamento gera mais criatividade e produtividade na volta ao trabalho. Ele compara o desenvolvimento profissional ao desenvolvimento físico.

“Quando você quer desenvolver seu corpo, primeiro você o estressa, depois o alimenta e dá descanso. Não pode estressá-lo o tempo todo, por exemplo. O músculo se fortalece quando descansa”, explica. Segundo Josh Davis, autor de Two Awesome Hours (As Duas Horas Incríveis, em tradução livre), o cérebro é muito parecido com um músculo. Em condições erradas e com trabalho constante, realizamos pouco. Com as condições certas, há poucas coisas que não somos capazes de fazer”, disse em entrevista à BBC

COMO SE DESCONECTAR

Algumas atitudes podem ajudar a não cair na “tentação” de checar e-mails corporativos durante as férias, como explica o professor Adailton. Veja a seguir.

PLANEJE-SE

Antes de sair em férias, sinalize atividades, prazos e responsáveis. Uma planilha pode ajudar no processo. Além disso, é importante preparar o profissional que responderá pelos projetos em sua ausência. É essencial saber delegar e empoderar essa pessoa a tomar decisões. Lembre-se que a empresa precisa andar sem você.

GRUPOS DO TRABALHO DE LADO

Se tiver um celular pessoal e um da empresa, desligue o corporativo. Senão, silencie os grupos de trabalho, assim como o e-mail corporativo. Em algumas empresas, o combinado é, até, sair desses grupos durante as férias. 

CRIE RITUAIS

Estabeleça gatilhos que te lembrem que você está de férias, algo diferente da sua rotina. Você pode, por exemplo, começar o dia mais tarde e com uma caminhada em frente ao mar, se estiver viajando. Ou marcar de passar a tarde com um amigo num clube ou restaurante. O importante é que seja uma atividade que te lembre que está num período de descanso.

Ah, e não se esqueça dos movimentos mais tradicionais de deixar uma resposta automática de férias. Depois disso, apenas aproveite seu merecido descanso.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais