Siga nas redes sociais

Search

Startup de Florianópolis lança o primeiro metaverso do Brasil na próxima semana

61e2ed22cc69e

No próximo sábado, dia 29, a partir das 18h, a Beupse, startup que desenvolve personalizações de imóveis em 3D e realidade virtual, fará o pré-lançamento do primeiro metaverso brasileiro. 

A plataforma Bite.Land vai reunir todas as soluções criadas pela startup, agregando também lojas, eventos, construtoras, imobiliárias, escolas, academias, escritórios virtuais, galerias de arte, games, residências, arquitetos, serviços, delivery e mais. 

A primeira versão oficial da plataforma será lançada entre abril e junho, com empresas que já reservaram seus espaços no mundo virtual. Mas para apresentar ao público o que está por vir, a startup promove um encontro na data mencionada, na ACATE Primavera, em Florianópolis, com público presencial, além da opção online. 

“O Bite.Land irá disponibilizar diversas soluções para que os usuários possam encontrar amigos, conversar, assistir a uma palestra, filme, show, jogar um game com seus amigos, fazer aulas de dança, um curso de inglês, visitar exposições artísticas, além de obter descontos exclusivos em lojas. Além de um espaço para eventos, onde influencers, comediantes e artistas poderão expor seus trabalhos e lucrar”, explica a co-fundadora da startup, Francine Aldrighi.

Para o acesso presencial, será obrigatória a apresentação da carteira de vacinação, física ou digital no momento do credenciamento, além do uso de máscaras.

Os interessados em participar podem se inscrever pelo link clicando aqui

COMO SURGIU

A Beupse vem desenvolvendo a tecnologia há quase 3 anos pela complexidade de criar um mundo virtual. Foram necessárias muitas etapas, focando em nichos que exigissem todos os elementos que seriam necessários para viabilizar isso no futuro.

O engenheiro Felipe Cunha, CEO da startup, mapeou uma dor que sentiu por muitos anos e direcionou o foco inicial em ser uma solução imersiva e multiplataforma para que construtoras vendam imóveis e personalizações (piso, móveis, acabamentos) em uma experiência tridimensional, onde o cliente consegue decorar o seu imóvel em 3D e visualizar o orçamento em tempo real. Assim, fornecedores estão conseguindo vender produtos como acabamentos e mobília em larga escala pela plataforma.

Por trás de toda a interface tridimensional, está conectado um software de gestão para gerir clientes, produtos, fornecedores e contratos.

A solução resolve a dor da construtora que precisa gerir muita informação e atendimentos, e também, a do cliente que está disposto a pagar mais para receber seu imóvel personalizado.

O resultado está sendo o aumento no lucro das construtoras e menos desperdício de material, pois evita reformas posteriores.

A solução já foi testada e utilizada por grandes construtoras do Brasil como Rogga, Cyrela, ADN, MZ3, Apemais, Lofteria, Grupo Zarin, Vibra/Nortis, Aratau, empresa de Casas Flutuantes FloatLiving, além de outras dezenas de construtoras que estão aderindo.

Compartilhe

Redação Economia SC

Tudo sobre economia, negócios, inovação, carreiras e sustentabilidade em Santa Catarina.

Leia também

Receba notícias no seu e-mail