Como a Formula 1 promove a cultura de aprendizagem

A temporada do ano passado foi composta por 22 diferentes etapas. Do Bahrein, em março, até os Emirados Árabes Unidos, em dezembro. O campeonato terminou com Max Verstappen como campeão, numa ultrapassagem na última volta no gênio Lewis Hamilton e, a equipe Mercedes foi a campeão entre as equipes.

Esse resultado não é uma mera ocasião e tampouco um combinado de talento, sorte, relógios caros e iates na orla de Mônaco. Há muitas vitórias rápidas nessa caminhada nisso tudo.

E quando falamos de vitórias rápidas, falamos também de ganhos marginais.

A abordagem provém da ideia de que se você pulveriza um grande objetivo em pequenas partes e então melhora em cada uma delas, obterá uma melhora imensa quando juntar essas partes. Mesmo que seja um mísero milésimo de segundo por volta.

E para explicar melhor este conceito, no episódio de hoje vim falar sobre como a equipe de Formula 1 da Mercedes aplica ele na sua busca interminável por performance. Ouça abaixo:

Ouça clicando aqui outros episódios do podcast Tem 5 Minutos?

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais