Investimentos em startups caem 80% em agosto, segundo levantamento do Distrito

As startups brasileiras captaram em agosto um total de US$ 174,2 milhões em investimentos, segundo a mais recente edição do estudo Inside Venture Capital, da plataforma de inovação Distrito em parceria com o Bexs Banco

Esse volume, alcançado em 43 rodadas de investimento, é 80,2% inferior ao registrado em igual período do ano passado, quando as startups captaram US$ 880,3 milhões em 77 rodadas

“Vale ressaltar também que o total levantado pelas startups em agosto do ano passado foi o maior desde que iniciamos a série histórica, em 2013. Quando analisamos a evolução dos investimentos, os oito primeiros meses deste ano já superam o total do ano de 2020, por exemplo, mostrando que o mercado de venture capital continuará relevante no país. E, em número de investimentos, essa marca também deve ser superada em breve”, analisa Gustavo Gierun, CEO e co-fundador do Distrito.

O estudo também aponta que, no acumulado do ano, a tendência de queda se mantém. Entre janeiro e agosto deste ano, a captação foi de US$ 3,6 bilhões, volume 45% menor que os US$ 6,6 bilhões captados no mesmo período do ano passado.

O setor de fintechs foi o que mais atraiu investimentos no mês, somando US$ 97,6 milhões em 12 negociações. Em segundo lugar aparecem as healthtechs, com US$ 47,5 milhões em 6 negociações.

Dentre as operações de destaque, estão o Dr. Consulta, que captou uma Série D de US$ 32,5 milhões, a Pega Leve, que levantou US$ 25,8 milhões em Série A, e Caju, com US$ 25 milhões recebidos em Série B.

FUSÕES E AQUISIÇÕES

Ainda em agosto, a pesquisa aponta a realização de 14 fusões e aquisições, também com queda em relação a igual período do ano passado, quando foram 21 operações.

Já o acumulado do ano se mantém estável: foram 155 transações no ano passado e 154 este ano.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais