A trajetória de uma investida

Um fundo de venture capital é uma importante parte do ciclo de investimentos, que cumpre uma função específica depois dos anjos e do seed capital, mas antes também dos fundos de private equity e da abertura de capital.

Trata-se de uma relação que, desde o início, deve ser transparente, trazer sinergia, empatia e sem dúvida deve representar uma oportunidade de crescimento para ambos os lados, investidores e investidas.

Para o empreendedor, hoje mais do que nunca, existem inúmeras formas de acessar capital para impulsionar seu negócio. A decisão de dividir um pedacinho da empresa com um terceiro, certamente é um processo de amadurecimento, e também, pode representar a soma do expertise de alguém com olhar profissional que analisa de fora e pode contribuir com conhecimento, estratégia, métrica e muita governança.

Parte importante da trajetória é a congruência entre o momento de uma rodada de investimento de uma empresa e a tese de investimento dos agentes desse mercado, que estão em busca daqueles negócios que apresentem oportunidade de disruptura para um mercado e um potencial enorme de crescimento.

PULSES, A NOVA INVESTIDA

Com o propósito de transformar a relação da empresa com seus colaboradores e virar uma ferramente que seja estratégica na transformação do trabalho pós-pandemia, Cesar Nanci, especialista em Data Science e doutor em engenharia de produção, Renato Navas, psicólogo e especialista em comportamento humano, Michelly Dellecave, mestre em psicologia e professora, Beth Navas, psicóloga e mestre em administração, e Fábio Bucior, administrador, apaixonado por tecnologia e desenvolvimento de sistemas, se uniram para criar a Pulses

Essa foi a scale-up escolhida para ser o primeiro investimento de um novo ciclo de investimentos da Invisto, gestora de Florianópolis que há mais de 12 anos investe no ecossistema do Sul do país. E, foi a mistura de engenharia, psicologia e tecnologia numa mesma plataforma, que despertou o interesse.

A Pulses é uma empresa que tem soluções de clima organizacional, engajamento e performance medidos de forma contínua. É uma SaaS customizável e a primeira plataforma 100% brasileira de continuous sensing. Foi construída por especialistas em comportamento humano, data science & analytics e UX designers.

A plataforma monitora continuamente a opinião dos colaboradores com perguntas enviadas semanalmente por e-mail, app, SMS ou slack. Depois, as respostas são coletadas e mostradas em tempo real em um dashboard para os líderes. A metodologia Pulses é a única no mercado nacional e internacional que acompanha os principais preditores do engajamento e aprofunda automaticamente as causas raízes usando inteligência artificial. Ela fornece uma visão global da empresa e detalhada de cada equipe, protegendo o anonimato do colaborador, e apresenta relatórios prontos para uso com recomendações de boas práticas. Atende empresas como Stone, Lojas Americanas, Dasa, Energisa e iFood.

A HISTÓRIA DA EMPRESA

A Pulses nasceu em agosto de 2016, de uma insatisfação com os modelos ultrapassados de pesquisa de clima organizacional, engajamento e performance que as organizações vinham utilizando. 

Ao contrário de muitas empresas de tecnologia, a Pulses nasceu do RH (seus fundadores atuaram como gestores e consultores de RH por muitos anos) e viu na tecnologia uma oportunidade de revolucionar a maneira de aplicar pesquisas, combinando ciência de dados, user experience e psicologia organizacional.

Seus sócios perceberam a necessidade de criar uma ferramenta real-time, que refletisse a agilidade e rapidez da era digital e que desse voz aos colaboradores. 

A Pulses iniciou sua jornada com foco em Clima e Engajamento, mas depois percebeu a necessidade de inovar na Gestão da Performance, criando novos módulos.

Obcecados por simplificar as coisas, acreditando que a tecnologia pode aproximar as pessoas e transformar culturas, e olhando para as tendências de mercado, a Pulses tem como lema empoderar líderes na gestão do clima, engajamento e performance de seus times, estimulando um novo papel para o RH, mais consultivo e ágil. 

NÚMEROS IMPRESSIONAM

  • A empresa quintuplicou de tamanho em 2019, triplicou em 2020 e em 2021 cresceu três vezes. 
  • Mais de 600 clientes de todos os portes e segmentos. Entre eles: Stone, iFood, Energisa, Dasa, Grupo Pão de Açúcar, Via Varejo, C&A e Lojas Americanas.
  • Mais de 620 mil colaboradores cadastrados na plataforma e sendo ouvidos pelas empresas continuamente.
  • Em março de 2020, a Pulses lançou o Termômetro de Crise, uma pesquisa gratuita para que os gestores pudessem avaliar os impactos da crise do coronavírus nos colaboradores, tanto em níveis de adaptação com o home office quanto em níveis de saúde mental e produtividade. O número de cadastrados na ferramenta chegou a aumentar 7 vezes em 2 meses.

E como é o dia a dia de uma investida após a chegada de um fundo de VC?

Para Cesar, “a empresa sempre teve uma gestão baseada em indicadores e reports semanais, mensais e trimestrais das operações. Sob este aspecto mudou pouco, exceto pela governança que uma S.A. exige e que estamos aprendendo a lidar. A maior diferença no dia a dia é a segurança que um fundo institucional nos dá, e na Pulses isso se reflete em maior foco. Em cenários de escassez, sempre existia um “porém” que é a grana.  Mas ao saber que há capital para sustentar o crescimento temos a tranquilidade que precisamos para focar no negócio, no crescimento e sonhar ainda mais alto. E com a gestora temos conseguido o foco necessário para crescer”. 

Disponibilidade para focar no negócio, crescer e sonhar, definitivamente investir em um time com essa visão é algo que vai muito além dos múltiplos e indicadores financeiros de uma relação de investimento em VC, ter um fundo do ecossistema de inovação possibilita acesso a uma rede que traz conhecimento, networking e experiências que agregam muito mais do que o dinheiro ao negócio, que são essenciais para o crescimento”, destaca Michelly.

Escolher com sabedoria e consciência, abrir-se para a opinião e interferência estratégica de um sócio profissional e principalmente, preparar-se para esta etapa, são alguns dos pontos que devem ser considerados no momento da construção da trajetória de investimento de um startup.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais