Integração de sistemas: por que empresas devem adotar tecnologias que conversam entre si

A integração de sistemas é hoje um processo vital para a maioria das empresas: o objetivo é conectar entre si todas as plataformas usadas pela organização.

Isso faz com que as informações circulem de maneira automatizada e rápida, reunindo em um só lugar os dados que antes ficavam espalhados por diferentes tecnologias, cada uma atrelada a um departamento.

A troca mais fluida de informações facilita o entendimento dos dados e a tomada de decisões estratégicas, diminuindo os problemas encontrados nas operações diárias.

É bastante comum, porém, que as empresas demorem um pouco para perceber a necessidade de integrar seus sistemas: conforme a companhia cresce, cada departamento tende a adquirir ferramentas que respondem especificamente às suas demandas.

Quando os sistemas começam a se acumular, surge outro problema: as informações ficam confinadas em seus departamentos, sem que haja um compartilhamento inteligente e prático de dados, e cresce a dificuldade de as equipes trabalharem juntas com eficiência.

Há países em que a prática de integrar sistemas já é muito mais difundida; geralmente por meio de APIs (Interface de Programação de Aplicação, na sigla em inglês), que conectam as plataformas usando uma linguagem de código comum.

Mas, no Brasil, isso ainda é um desafio. Um dos segmentos em que a falta de integração dificulta claramente a rotina e os processos de quem trabalha na parte mais operacional do negócio é o setor de franquias.

A franqueadora muitas vezes não percebe os problemas causados pela falta de integração entre suas tecnologias, afinal, é possível que os funcionários de cada departamento acessem apenas a ferramenta das áreas onde atuam.

Já o franqueado provavelmente vai precisar acessar todos esses sistemas, sejam eles três, cinco ou dez: um para comunicação, um para treinamentos, um para programa de excelência, um para compras, e assim por diante.

Em qualquer segmento, a integração de sistemas garante maior produtividade (já que, com dados sendo computados automaticamente, a equipe tem mais tempo para se dedicar a assuntos estratégicos) e diminuição de erros (uma vez que os dados automatizados reduzem o risco de erro humano e se tornam mais qualificados e confiáveis).

Com tudo isso, a integração permite que os colaboradores tenham mais tempo e tranquilidade para focar no core business.

No caso específico das franquias, empresas e marcas que desejarem facilitar as rotinas (e aumentar a produtividade) de suas unidades devem levar a sério o tópico da integração de sistemas.

Além disso, devem buscar adotar não apenas ferramentas que tenham disponíveis integrações para muitas outras,mas também, sempre que possível, adquirir tecnologias que sejam verdadeiras vitrines de soluções, cobrindo o maior número possível de necessidades dos franqueados.

É muito importante ter em mente que é o sucesso do franqueado que garante o sucesso da franqueadora: o segundo é sempre consequência do primeiro.

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais