Como o Serve, o robô amigável, entrega seu delivery “sem revirar”

A Serve Robotics, afirma que sua frota de robôs de calçada pode fazer entregas sem envolvimento humano no que pode ser um avanço para o delivery com entrega automatizada.

Ele circula pelas calçadas para entregar o que você mais gosta, com sua personalidade e utilizando a inteligência artificial, além de possuir pilotos humanos que auxiliam nas manobras deste entregador.

Esteja você pegando uma pizza tarde da noite ou em sua caminhada matinal, o robô é projetado desde as rodas para caminhar com segurança ao lado de pedestres, circula em hidrantes e respeita calçadas.

Usando sensores mais avançados de qualquer outro veículo robótico de entrega automatizado, o Serve cria uma imagem virtual do mundo em tempo real e possui uma tela touch screen interativa para se comunicar com quem irá receber a encomenda. 

Sua mobilidade é totalmente elétrica com capacidade de 22,6 Kg de carga, em um compartimento adequado para que sua refeição permaneça na temperatura ideal, mantendo a qualidade dos produtos.  

A Postmates, empresa de propriedade da Uber que gerou a spin-off Serve, revelou seu primeiro robô de entrega autônoma em dezembro de 2018.

Já em 2019 com um modelo atualizado usou seus próprios dados de entrega para formar a base de como projetar e implantar um robô de calçada.

“Quando você olha para os dados e vê que mais da metade das entregas estão a uma curta distância, torna-se óbvio, esses robôs podem realmente completá-los”, disse Kashani.

O robô representava apenas uma fatia do negócio de entrega da Postmates. No entanto, a empresa viu um interesse crescente no robô em Los Angeles e São Francisco à medida que a pandemia alimentou a demanda por entrega sem contato.

Kashani observou em outubro que os robôs haviam concluído milhares de entregas em Los Angeles e estavam se preparando para se expandir para o enclave de West Hollywood da cidade. Essa expansão foi lançada no final do ano passado.

Os valores gastos com delivery no mundo giraram em US$ 6,3 trilhões no ano passado e no Brasil somaram R$ 40,5 bilhões, representando 24% a mais que o ano anterior no Brasil, além desta pesquisa da GS&NPD apontar que o tráfego de visitantes em sites e aplicativos da categoria subiu 13%, para 2,2 bilhões de acessos.

O Brasil é um dos países com maior adesão do delivery na América Latina, chegando a 48,77%, mas algumas dificuldades são apontadas pelos consumidores, sendo a entrega da comida em más condições e o atraso na entrega do pedido como as principais. 

Pensando nesse cenário e olhando as inovações que estão sendo inseridas no mercado mundial deste setor, podemos imaginar que o robô autônomo Serve da Postmates pode logo estar presente em nosso país.

Um robô delivery que estamos vendo em vídeos posts do Instagram e no Tik Tok nas ruas do Estados Unidos, Canadá e outros países é uma boa tendência. 

você pode gostar também
Comentários
Carregando...

Este site utiliza cookies para melhorar sua experiência, mas você pode optar por não permitir, se desejar. Entendi Saiba mais