Siga nas redes sociais

Foto: divulgação.

Em tempos de crise, cooperativismo cresce acima da média

Vanildo Leoni

Vanildo Leoni

diretor executivo da Viacredi

No cooperativismo, a confiança e o relacionamento estão presentes em todos os momentos e se fortalecem ainda mais em tempos de crise.

Não por acaso, o movimento cooperativista registrou um significativo crescimento no ano passado, após o período mais intenso da pandemia.

É o que mostram os dados do AnuárioCoop 2022 – Dados do Cooperativismo Brasileiro, lançando recentemente pelo Sistema OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras). 

De acordo com o documento 18,8 milhões de pessoas estão associadas à alguma cooperativa. Um resultado 10% superior ao registrado em 2020. O número total de cooperativas também subiu, chegando a 4.880 em todo o território nacional. 

Historicamente, quando se tem uma crise no país, as cooperativas apresentam crescimento acima da média. Isso porque as pessoas encontram mais dificuldades para se desenvolver social e economicamente, o que as leva a buscar uma alternativa por meio do associativismo. 

Esta pandemia mostrou o quanto precisamos uns dos outros e o quanto o cooperativismo é capaz de transformar vidas e comunidades. Percebemos que quando o colocamos em prática engajamos mais as pessoas, formamos uma “corrente do bem” e desenvolvemos os negócios locais.

Ainda segundo dados do Anuário, o maior número de cooperativas está concentrado no ramo agropecuário, com 1.170 instituições. O ramo crédito, por sua vez, conta com o maior volume de cooperados, com um total de 13,9 milhões de pessoas.

No ano passado, a Viacredi comemorou 70 anos e reforçou seu propósito de unir pessoas para transformar vidas. Mesmo em um período com tantos desafios, a cooperativa seguiu crescendo. Inaugurou 7 novos postos de atendimento. Registrou 26% de expansão no quadro social, com 796 mil cooperados. 

O volume de ativos totalizou R$ 9,5 bilhões, 19% superior ao ano anterior. A captação de recursos cresceu 18%, atingindo R$ 6,9 bilhões em depósitos. Foram R$ 5,7 bilhões de créditos concedidos, que apoiaram mais de 227 mil cooperados na realização de seus projetos. Encerrou o ano com R$ 6,4 bilhões de saldo na carteira de crédito, um crescimento de 34%. Os resultados geraram sobras totais no valor de R$ 277 milhões. 

Este ano, reforçamos nosso compromisso com a comunidade. Apenas no primeiro semestre do ano já somos mais de 850 mil cooperados. Inauguramos dois novos postos de atendimento. Alcançamos R$ 10,2 bilhões em ativos, R$ 7,3 bilhões em depósitos totais e R$ 6,8 bilhões em operações de crédito. A cooperativa ainda lançou novas soluções a seus cooperados, como as linhas de crédito habitacional (SFH e Casa Verde e Amarela), ampliação das funcionalidades nos canais de atendimento, principalmente, no digital, opções de crédito e melhorias no pix, entre outras. 

A Viacredi também entende que o cenário econômico está desafiador. Por isso, segue apoiando com a recuperação financeira de seus cooperados, promovendo o desenvolvimento de toda a comunidade, por meio da educação, formação e informação. 

Compartilhe o conteúdo

Leia também

Viacredi 72 anos: sempre ao lado dos cooperados

Cooperativismo e educação financeira: uma alternativa para endividamento das famílias

Nova lei fortalece o cooperativismo de crédito no sistema financeiro

Receba notícias no seu e-mail