Siga nas redes sociais

Search

Expansão do SESI SENAI em Pomerode impulsiona desenvolvimento regional

Foto: divulgação.

A cidade de Pomerode está prestes a testemunhar um importante avanço em sua infraestrutura educacional e de saúde.

A nova unidade do SESI SENAI, parte da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC), vem para fortalecer ainda mais o contexto industrial do município, que atualmente contribui com 48% do PIB local.

Com uma estrutura civil de aproximadamente 4.820 m², a nova unidade contará com 15 laboratórios e salas de aula, além de ambientes de convivência e alimentação.

Os novos espaços são projetados com foco em sustentabilidade ambiental e tecnológica, alinhados aos princípios da indústria 4.0.

“Cada vez mais as empresas demandam novos conhecimentos e conhecimentos revitalizados. Os processos industriais tendem recorrentemente pela excelência das pessoas em seu trabalho, com constantes inovações e inclusive, com renovação daquilo que já se faz. Nesse sentido, ter uma unidade nova em termos estruturais e tecnológicos alinhados à indústria 4.0, com profissionais capacitados e mergulhados em metodologias educacionais ativas potencializam o ecossistema que as organizações de Pomerode e da região se encontram”, compartilha Sillvia De Pieri Oliveira, Gerente Executiva da Regional Vale do Itajaí.

A expansão inclui novos laboratórios, abrangendo áreas como polímeros (plástico), com equipamentos modernos como extrusora, injetora e impressora flexográfica. Os laboratórios atuais de elétrica, automação, hidráulica e pneumática, metalmecânica e tecnologia serão mantidos e aprimorados.

“Para o SESI, além dos serviços de Medicina do Trabalho e Fonoaudiologia já oferecidos, a nova unidade adicionará Odontologia, Psicologia, vacinação em geral, e programas de Educação Básica (EJA e contraturno). Novas atividades de contraturno para crianças e adolescentes, incluindo robótica, comunicação e mídias, matemática e games, ciências e invenções, e empreendedorismo, também serão implementadas”, complementa.

A expansão promete significativos benefícios à comunidade e ao setor industrial. No âmbito educacional, o SENAI continuará oferecendo qualificação profissional de alta qualidade, aumentando a empregabilidade dos graduados e atraindo novas empresas para a região. A formação técnica proporcionada é reconhecida nacionalmente, o que fortalece a competitividade das indústrias locais.

“A expansão do SENAI em Pomerode será um motor de desenvolvimento econômico e industrial, proporcionando educação e formação técnica de qualidade, fomentando a inovação, atraindo investimentos e fortalecendo a competitividade da indústria local. Isso, por sua vez, contribui para a melhoria da qualidade de vida e para o crescimento sustentável da região”, ressalta.

Além disso, o SESI contribuirá para a melhoria da qualidade de vida da população, oferecendo serviços de saúde e educação acessíveis. Programas como a Educação de Jovens e Adultos (EJA) e a Educação Maker terão um papel crucial na inclusão social e no desenvolvimento pessoal e profissional dos residentes de Pomerode.

A expectativa é de que a unidade tenha um aumento de 900 para até 1.600 alunos, atendendo aproximadamente 3 mil pessoas só na área da saúde.

Para Silvia, a colaboração com o Instituto Gene e com o Centro de Inovação Blumenau, por meio dos embaixadores do Conecta AMVE pela cidade será fundamental para o sucesso desta expansão.

Esta parceria permitirá o desenvolvimento de projetos de inovação, formação técnica avançada, transferência de tecnologia e incentivo ao empreendedorismo.

A união criará um ecossistema dinâmico e inovador, preparando os alunos para os desafios futuros e impulsionando a competitividade da região.

“Diversas colaborações entre os stakeholders podem ser impulsionadas quando alinhados, como exemplo: Fomento à inovação e pesquisa, com laboratórios de P&D e parcerias com empresas; formação técnica avançada com cursos especializados e programas de treinamento em inovação; Projetos de integração e transferência de tecnologia, com projetos integrados e consultoria tecnológica; Incentivo ao empreendedorismo, com incubadoras e aceleradoras, e eventos de networking e pitch; sustentabilidade e responsabilidade social, com projetos sustentáveis e educação ambiental; infraestrutura de ponta, com equipamentos modernos e ambientes colaborativos; e, desenvolvimento de talentos locais, com capacitação local e retenção de talentos”, avalia.

A conclusão das obras está prevista para a segunda quinzena de novembro, com a inauguração programada para logo em seguida. A nova unidade vem com a intenção de se tornar um catalisador para o desenvolvimento econômico e social sustentável, contribuindo significativamente para a formação de uma força de trabalho qualificada e competitiva, e fortalecendo a indústria local.

Compartilhe

Jornalista e repórter do Economia SC

Leia também

Receba notícias no seu e-mail